Série B

Rodrigo Ramos comenta campanha do Sampaio Corrêa

O Imirante Esporte conversou com o goleiro, ídolo da torcida tricolor.
Gustavo Arruda / Imirante.com01/12/2014 às 22h57

SÃO LUÍS – Em novo horário na programação da rádio Mirante AM, o programa Bola na Rede, apresentado por Laércio Costa, teve um convidado especial na noite desta segunda-feira (1º): o goleiro Rodrigo Ramos, do Sampaio Corrêa. Titular da Bolívia Querida desde a temporada de 2008 e com mais de 350 jogos com a camisa tricolor, o ‘Paredão’ comentou o ano do Sampaio, com destaque para a participação no Campeonato Brasileiro Série B, encerrada no último sábado (29). Além disso, Rodrigo falou ao Imirante Esporte, sobre o futuro no Bolivão, onde é ídolo da torcida.

De imediato, Rodrigo Ramos destacou que o Sampaio cumpriu, com sobras, o seu objetivo imediato na temporada, que era permanecer na Série B. Apesar disso, o goleiro lamentou que, por muito pouco, o acesso à Série A não foi conquistado. “O objetivo que havia sido traçado, no início da temporada, era não cair. Nós ficamos muito felizes por ter alcançado esse objetivo. É claro que fica um pouco de frustração, pois poderia ter sido um pouco melhor, mas a felicidade por ter mantido o clube nesta Série B é maior”, comemorou o camisa 1.

Rodrigo Ramos participou do programa Bola na Rede, na Mirante AM. (Foto: Gustavo Arruda / Imirante)

O goleiro tricolor também parabenizou a equipe pela campanha na Segundona. Para Rodrigo, o Sampaio deixa 2014 com um saldo positivo, já que conseguiu fazer boas partidas e brigar pelo acesso até a penúltima rodada. “Fizemos um grande campeonato. Em momento algum, a equipe lutou contra o rebaixamento, lutou sempre pelas primeiras posições, contra grandes equipes, grandes adversários, dentro e fora de casa, mantendo uma boa postura. Acho que esse sentimento de felicidade é bem maior que qualquer outro sentimento que possa nos deixar para baixo. O Sampaio fez um bom papel nesta Série B e espero que tudo que aconteceu esse ano sirva de lição para que, no ano que vem, a gente não venha a errar tanto”.

Cansaço, tropeços em casa e empates pesaram

Entretanto, além dos elogios ao desempenho do Bolivão, o ‘Paredão’ lamentou alguns problemas que, em sua opinião, foram decisivos para que o Sampaio não conquistasse o seu terceiro acesso consecutivo. Os 14 empates, de acordo com Rodrigo, acabaram pesando contra o Tubarão. “Poderíamos ter ido um pouco mais além, não fosse um número excessivo de empates que nós tivemos. Acho que esse foi o ponto que complicou para a gente nesta Série B. Erramos nesses jogos que tivemos em casa, nesses empates, que foram fundamentais para que o Sampaio não conseguisse esse acesso”, disse o camisa 1, destacando alguns tropeços diante da torcida tricolor, no Estádio Castelão. “É essencial vencer nessa Série B, principalmente em casa. Jogar em casa, que sempre foi o auge do Sampaio nos últimos anos, nesse ano a gente não conseguiu (repetir o desempenho) e acabamos prejudicados por esse fator”, afirmou.

Outros pontos negativos abordados por Rodrigo Ramos foram o desgaste por causa da série de viagens e jogos. “O Sampaio era estreante nesse tipo de competição, com 38 jogos. As logísticas, aqui para o nosso estado, sempre eram mais difíceis. Horas e horas de viagem, intermináveis horas em aeroportos. Isso pesou. O Sampaio, geograficamente, é de uma das cidades mais longes para se jogar. O cansaço prejudicou bastante, perdemos muitos jogadores por contusão. Em 2015, teremos que passar por cima disso”, enfatizou o ‘Paredão’.

Ídolo no Sampaio, o 'Paredão' agradeceu aos torcedores pelo incentivo. (Foto: Gustavo Arruda / Imirante)

Futuro na Série B e no Sampaio Corrêa

Apesar das férias, Rodrigo Ramos já pensa na próxima temporada. Ao comentar a chegada de oito novos times na Série B de 2015, com destaque para os tradicionais Botafogo e Criciúma e os sempre perigosos Paysandu e CRB, além de um dos gigantes baianos, o camisa 1 ressaltou que as dificuldades serão as mesmas. “Toda série B é equilibrada. Esse ano, nós tínhamos o próprio Vasco, o Avaí, o Joinville, são equipes tradicionais do futebol brasileiro. Vale lembrar que essas equipes que estão caindo da Série A, geralmente diminuem muito os seus investimentos. Um time que é feito para disputar uma Série A, geralmente, não é o mesmo time para disputar a Série B. Mas, sem sombra de dúvidas, vai ser uma Série B muito equilibrada, como foi essa. Acho que vai ser tudo muito nivelado”, acredita.

Perguntado sobre a permanência no Sampaio para 2015, já que o elenco tricolor está valorizado após a boa temporada, o ‘Paredão’ revelou ter recebido duas propostas, mas disse que o objetivo é renovar com o Bolivão. “A prioridade é o Sampaio. Estou estabilizado aqui em São Luís, a minha família gosta daqui. Vou esperar a decisão do Sampaio. Vamos nos reunir e, a partir daí, começar a definir uma renovação, mas a prioridade é o Sampaio. É um clube que me identifico bastante. A vontade é de permanecer”, garantiu Rodrigo.

Elogios aos fãs tricolores

Na condição de ídolo da torcida do Sampaio, Rodrigo Ramos fez questão de parabenizar a todos que incentivaram a Bolívia Querida na batalha que foi a Série B, em São Luís ou nos outros estádios do país. “O Sampaio nunca esteve sozinho fora de casa. Nós, jogadores, sempre tivemos apoio, em todos os estádios, nos 19 jogos fora. Em alguns lugares, como foi em Mato Grosso, contra o Luverdense, nos deixaram até emocionados. Nesse último jogo contra o América Mineiro, jogando em Santa Catarina, em São Paulo, sempre tínhamos a presença da torcida”, revelou o camisa 1.

O novo momento do Sampaio Corrêa no futebol nacional não foi esquecido por Rodrigo. O camisa 1 celebrou o crescimento da Bolívia Querida, elogiou o papel exercido pela torcida nesse processo e convidou a torcida a apoiar ainda mais a equipe no próximo ano. “Eu nunca tinha visto tanta camisa de time maranhense como vi agora. O reconhecimento do torcedor, o torcedor indo a campo, levando família, filhos, esposa. Queria parabenizar toda a torcida do Sampaio. Realmente, foi um grande passo a nível nacional que o clube deu, que o torcedor deu. Eles deram um show. Vamos continuar sonhando juntos, pois 2015 tem tudo para ser um ano melhor do que foi esse”.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.