Copa do Brasil

Afogados conquista vitória nos pênaltis e elimina o Atlético Mineiro

Equipe de Afogados da Ingazeira conquistou resultado histórico na Copa do Brasil.
Imirante Esporte, com informações do Atlético Mineiro27/02/2020 às 00h14
Afogados conquista vitória nos pênaltis e elimina o Atlético MineiroO Afogados bateu o Atlético nos pênaltis. (Bruno Cantini / Agência Galo / Atlético Mineiro)

AFOGADOS DA INGAZEIRA - O Atlético deixou a Copa do Brasil ao perder nos pênaltis (7 a 6) para o Afogados, na noite desta quarta-feira (26), depois do empate por 2 a 2 no tempo normal. A partida única da segunda fase do torneio foi disputada no Estádio Vianão, em Afogados da Ingazeira, no interior de Pernambuco.

O Galo volta a campo neste domingo para enfrentar o Boa Esporte, às 19h, no Estádio Melão, em Varginha. A partida será válida pela 7ª rodada da fase de classificação do Campeonato Mineiro.

O jogo

O time da casa fez a primeira tentativa em arremate de Jader, por cima do gol. Atuando de camisa branca, calção preto e meia branca, o Galo foi ao ataque na finalização de Hyoran, a bola desviou no zagueiro e foi para as mãos do goleiro Wallef.

Aos 14 minutos, o Afogados ameaçou no chute cruzado de Diego Ceará e a bola saiu à direita do gol. O Atlético respondeu em seguida com Guga, que invadiu a área pela direita, cortou o zagueiro e chutou fraco para a defesa de Wallef.

Em novo ataque atleticano, aos 21, Di Santo recebeu passe de Guilherme Arana na grande área e levou um pisão do zagueiro, pênalti não marcado pela arbitragem.

Aos 22, Michael defendeu a conclusão de Eduardo Erê. Após cruzamento de Allan e corte da defesa pernambucana, Guilherme Arana pegou a sobra de bola na grande área pela esquerda e finalizou na trave.

Otero sofreu falta pela direita, aos 27 minutos. Ele mesmo levantou a bola na área e o goleiro saiu para interceptar o cruzamento. Dois minutos mais tarde, Allan recebeu passe de Otero e chutou por cima do gol.

Aos 33, Di Santo recebeu ótimo passe de Hyoran e demorou para finalizar, permitindo a defesa do goleiro. O Afogados levou perigo em cruzamento pela direita e a bola atravessou a pequena área.

Otero cobrou escanteio com veneno, aos 38, e o goleiro tirou de soco. Aos 41, Guilherme Arana cruzou rasteiro pela esquerda e a zaga do Afogados conseguiu fazer o corte. No ataque seguinte, Arana arriscou de fora da área e a bola saiu à esquerda do gol.

O Atlético voltou para o segundo tempo com a mesma formação e quase marcou no primeiro ataque, quando Otero cruzou pela esquerda e Di Santo cabeceou para a defesa do goleiro.

Otero fez novo cruzamento pela esquerda, a defesa fez o corte parcial e Arana pegou a sobra para fazer novo levantamento, mas a bola saiu com muita força. Em seguida, Allan arriscou da entrada da área e a bola explodiu no zagueiro.

Aos sete minutos, Otero cobrou escanteio fechado e a zaga pernambucana conseguiu afastar o perigo. Aos nove minutos, após cobrança de falta, Diego Ceará cabeceou por cima do gol.

Maidana caiu na grande área após disputa com o zagueiro do Afogados, aos 13 minutos, mas a arbitragem mandou seguir o lance. Aos 16, Candinho chutou de fora da área e abriu o placar para os donos da casa.

Aos 19 minutos, Arana mandou outra bola na trave e Maidana foi substituído por Savarino. No minuto seguinte, Otero cobrou escanteio pela esquerda, a defesa afastou parcialmente, Hyoran cruzou rasteiro e Gabriel empatou o jogo: 1 x 1.

Depois do gol, Márcio recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. O Galo pressionou em cruzamento de Guga, Savarino e Arana, cortados pela defesa do Afogados.

Aos 27 minutos, o Afogados fez 2 a 1 com Phillip. O Atlético tentou na finalização de Hyoran e a bola explodiu no defensor pernambucano. Aos 33, Arana cruzou pela esquerda e Ricardo Oliveira desviou para o gol: 2 x 2.

Di Santo foi substituído por Nathan, aos 38 minutos. Logo depois, Arana cruzou na segunda trave e a zaga fez o corte pelo alto. Otero cobrou uma série de escanteios pela esquerda, todos cortados pela defesa do Afogados.

Aos 46, Guilherme Arana cruzou pela esquerda e Hyoran desviou para fora. Aos 47, Hyoran recebeu passe de Guga na entrada da área e foi travado na hora do arremate. Na sequência da jogada, ele cometeu falta por trás e foi expulso.

Pênaltis

O Galo começou a série com Otero, que deslocou o goleiro e bateu colocado no canto esquerdo. Diego Ceará bateu o primeiro pênalti do Afogados e mandou longe do gol.

Ricardo Oliveira bateu o segundo pênalti alvinegro, no canto direito, e fez Galo 2 a 0. Douglas Bomba cobrou para o time da casa e também mandou por cima do gol.

A terceira penalidade atleticana foi cobrada por Allan e defendida pelo goleiro. Thalison cobrou o terceiro pênalti do Afogados e diminuiu a desvantagem dos donos da casa.

O quarto pênalti do Atlético foi cobrado por Nathan, para fora, e Willian Gaúcho empatou a disputa.

O Atlético retomou a vantagem na cobrança de Savarino, no canto esquerdo do goleiro., mas Phillip igualou novamente a série, que foi para as cobranças alternadas.

Guga cobrou o pênalti seguinte e recolocou o Atlético à frente, porém, Rodrigo voltou a empatar a disputa.

Guilherme Arana cobrou pênalti e devolveu a vantagem para o Galo. Em seguida, Euardo Erê empatou a disputa.

Igor Rabello marcou para o Atlético e Diego Teles igualou mais uma vez.

Gabriel cobrou para fora e Héverton marcou para classificar o Afogados.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.