Rumo a Série A

Vitória para reação do Ceará e encaminha acesso à Série A

O Ceará vive situação crítica no campeonato. Com 41 pontos e a perigosa 16º posição na tabela.
Gazeta Esportiva14/11/2015 às 20h36

SALVADOR - O Vitória, quando joga em casa, é um time complicado a ser batido. Neste sábado, nem o embalado Ceará, que vinha de cinco conquistas consecutivas, parou o Leão. Com o gol de cabeça de Kanu, aos 19 do primeiro tempo, o time baiano venceu por 1 a 0 no estádio Barradão e chegou aos 63 pontos, na terceira colocação da Série B do Brasileiro, encaminhando seu acesso à elite para 2016.

O Ceará vive situação crítica no campeonato. Com 41 pontos e a perigosa 16º posição na tabela, o Vozão viu sua reação freada. O time está apenas a dois pontos do primeiro clube na zona de rebaixamento, o Macaé.

Na próxima rodada, o Vitória recebe o Luverdense. Já o time cearense pega o vice-líder América-MG, no Independência. Ambas partidas ocorrerão no sábado, às 17h30.

O JOGO – Os donos da casa começaram melhor. Com maior posse de bola, o Vitória foi para cima do Ceará. Contudo, as jogadas não conseguiam levar o perigo necessário para que o placar saísse do zero. Até que, aos 19 minutos, Pedro Ken arriscou e Éverson, de mão trocada, cedeu o escanteio. No lance seguinte, após a cobrança, Kanu acertou uma linda cabeçada, que encobriu o arqueiro do Vozão e colocou o Vitória na frente do placar.

O Leão não se acomodou e continuou indo ao ataque. Mas o goleiro adversário apareceu quando foi exigido. O Ceará, nas poucas vezes que chegou, finalizou sem perigo. Devido ao grande calor na Bahia, os técnicos requisitaram a parada técnica, que ocorreu aos 30. Após os dois minutos, o jogo ficou mais agitado. Os visitantes lançaram-se mais ao ataque, enquanto o time baiano sofreu com a marcação de impedimentos.

O Ceará começou a soltar-se mais e as finalizações apareceram. A chance mais clara saiu do cruzamento de Victor Luis, que encontrou Rafael Costa sozinho. O atacante perdeu um gol incrível.

Porém, o lance mais marcante do primeiro tempo, além do gol, ficou por conta de uma violenta entrada de Marcelo, na qual o jogador deixou as travas da chuteira no rosto de Ricardinho.

No segundo tempo, o Vitória pressionou logo de início e já no primeiro minuto quase ampliou o placar com Escudero. O Ceará, aos oito, teve uma boa chance. Após belo passe de Ricardinho, Rafael Costa bateu cruzado para fora.

O time cearense melhorou na partida. O técnico Lisca mexeu no time e deixou a formação mais ofensiva. Porém, ainda assim, a equipe não acertava as finalizações. O Vitória diminuiu o ritmo. O jogo não teve o rendimento do tempo anterior.

O clímax aconteceu aos 31 minutos. Após cabeçada de Elton, a bola balançaria as redes, mas Ricardinho impediu com a mão. O juiz marcou pênalti e o jogador do Ceará foi expulso. Na cobrança, Escudero bateu fraco, no meio do gol, e o goleiro Éverson defendeu.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.