Cinema e TV

Atores de Hollywood podem entrar em greve após fracasso em negociações com estúdios

Sindicato anunciou nesta quinta-feira (13) que as negociações foram encerradas sem acordos.

Na Mira

- Atualizada em 14/07/2023 às 10h05
A última vez que os atores entraram em paralisação foi em 1980.
A última vez que os atores entraram em paralisação foi em 1980. (Foto: Reprodução)

MUNDO - O Sindicato de Atores de Hollywood está prestes a entrar em greve. Depois de várias rodadas de negociações com os grandes estúdios, o sindicato (SAG-AFTRA, na sigla em inglês) anunciou nesta quinta-feira (13) que elas foram encerradas sem chegar a um acordo para evitar a greve.

Nesta quinta, haverá uma votação para determinar se os atores devem ou não entrar em greve. Protestos já estão marcados para começar na sexta-feira (14).

"Depois de mais de quatro semanas de negociações, a 'Alliance of Motion Picture and Television Producers' (AMPTP, Aliança de Produtores de Cinema e Televisão)... continua relutante em oferecer um acordo justo em pontos cruciais que são essenciais para os membros do SAG-AFTRA", afirmou o sindicato em comunicado.

Com os roteiristas em greve desde o início de maio, esta seria a primeira greve dupla que ocorre em Hollywood em 60 anos. A última vez que os atores entraram em paralisação foi em 1980 e a última greve simultânea entre atores e roteiristas foi na década de 1960.

A dupla paralisação pode impactar toda a produção cinematográfica e televisiva nos Estados Unidos, fazendo com que a produção de séries e filmes sejam atrasadas ou canceladas.

Demandas

O Sindicato de Atores de Hollywood, que possui 160 mil membros, tentou negociar salários melhores e outros benefícios. Uma das maiores questões debatidas, tanto entre atores quanto roteiristas, são os residuais - uma taxa paga aos profissionais pela reprise de suas obras.

Atualmente, as plataformas de streaming como Netflix e Disney+ oferecem uma taxa fixa anual para tudo que está disponível em seus catálogos e não repassam os valores residuais aos profissionais mesmo que a obra seja reproduzida centenas de vezes.

Outra demanda que entra em discussão é o uso da Inteligência Artificial (IA). Atores e roteiristas pedem a regulamentação dessa tecnologia, porém os estúdios se recusam a dar garantias. 
 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram, TikTok e canal no Whatsapp. Curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.