Caso é investigado

Vídeo que mostra PMs conduzido crianças com mãos amarradas repercute na web

O caso foi registrado na cidade de Caxias, no Maranhão, após os garotos serem detidos por ato infracional análogo a arrombamento de residência.
Imirante.com08/03/2019 às 18h35
As imagens mostram dois garotos de mãos amarradas saindo de dentro de um carro da Polícia Militar, na cidade de Caxias.

CAXIAS – Um vídeo que circulou nas redes sociais, nesta sexta-feira (8), causou grande repercussão no Estado. As imagens mostram dois garotos de mãos amarradas saindo de dentro de um carro da Polícia Militar, na cidade de Caxias.

Segundo moradores da região, as crianças foram apresentadas em uma delegacia no município de Caxias. Por meio de nota, o comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar, o tenente-coronel Márcio Silva, informou que teve conhecimento do caso, por meio da internet. Ainda de acordo com Márcio Silva, os meninos, que não tiveram as idades divulgadas, foram apreendidos pela guarnição do 2º BPM, suspeitos de arrombarem uma residência, no bairro Seriema, em Caxias.

Ainda segundo a nota do comandante, quando os PMs chegaram ao local da ocorrência, já encontraram as duas crianças com os pulsos amarrados e, que, os militares rapidamente levaram os garotos para a delegacia, na tentativa de evitar que populares hostilizassem os mesmos.

Além disso, o comando do 2º BPM afirma que já iniciou as investigações para averiguar se houve alguma falha na condução dos meninos e alegou que a polícia não é condizente com nenhum tipo de ação que atente contra a dignidade do ser humano, muito menos atos de maus-tratos contra criança e adolescentes.

Em nota, a Defensoria Pública do Estado informa que está acompanhando o caso. O defensor público Daniel Ponte participou da oitiva dos meninos no Conselho Tutelar e vai continuar atuando para garantir que sejam tomadas todas as medidas cabíveis no sentido de resguardar os direitos das crianças envolvidas, inclusive, acompanhar de perto a apuração de possíveis excessos da Policia Militar. A Defensoria observa ainda que, conforme o Estatuto da Criança e do Adolescente, crianças e adolescentes a quem se atribua autoria de ato infracional não poderão ser conduzidos ou transportados em compartimento fechado de veículo policial, em condições atentatórias à sua dignidade.

Veja o vídeo que mostra as crianças sendo conduzidas:

Veja na íntegra a nota divulgada pela Polícia Militar:

Foto: Divulgação

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.