NO MATO GROSSO

Barragem se rompe próximo a Cuiabá e deixa comunidade isolada

ANM, empresa responsável, disse que a barragem é classificada como de baixo dano potencial e que a última inspeção, em 21 de setembro não detectou nenhuma anomalia.
Imirante.com, com informações da Agência Brasil01/10/2019 às 19h27

BRASIL - Uma barragem de mineração se rompeu hoje (1º) no município de Nossa Senhora do Livramento, localizado a cerca de 40 quilômetros (km) de Cuiabá. Com o rompimento, a comunidade de Brejal acabou ficando isolada e teve o fornecimento de energia e serviços de telefonia interrompidos.

Dois funcionários deram entrada no hospital municipal, mas sem ferimentos graves e já foram liberados. Em nota, a Secretaria Estadual de Meio Ambiente do Mato Grosso (Sema) disse estar trabalhando, em conjunto com a Agência Nacional de Mineração (ANM), para avaliar os impactos ambientais ocorridos devido o rompimento da barragem de mineração.

A barragem, que tinha 15 metros de altura e volume armazenado de mais de 582 mil metros cúbicos (m³), continha rejeitos de mineração de ouro. Em nota, a ANM disse que a barragem é classificada como de baixo dano potencial e que a última inspeção, em 21 de setembro não detectou nenhuma anomalia. "Os extratos de inspeção regulares enviados nunca reportaram qualquer anomalia", diz a nota.

A Sema disse que a empresa MV Mineração, responsável pela barragem, comunicou o órgão sobre o rompimento. Segundo a ANM, os técnicos da agência enviados ao local constataram que os rejeitos atingiram uma área de vegetação. Os rejeitos também derrubaram a rede de alta tensão que atende à região.

"Neste momento, uma equipe da empresa se encontra realizando as primeiras operações e a construção de uma contenção para evitar que os rejeitos avancem por uma área ainda maior. A ANM interditou e autuou o empreendimento e continua no local inspecionando a área e verificando se há outros riscos", diz a nota da agência.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.