EM SALVADOR

Jovem é morta a tesouradas por negar cartão do Bolsa Família ao irmão

Segundo a Polícia Civil, os irmãos se desentenderam quando o rapaz teve o pedido negado pela irmã, que era responsável pelos saques do benefício.
IMIRANTE.COM18/09/2019 às 19h44
Jovem é morta a tesouradas por negar cartão do Bolsa Família ao irmãoJovem é morta a tesouradas após negar cartão do Bolsa Família ao irmão, em Salvador. (bolsafamilia17072013.jpg)

SALVADOR - Por causa de auxílio do Bolsa Família, homem teria matado a irmã a tesouradas para ficar com o cartão da mãe deles e receber o benefício. O crime ocorreu na tarde de ontem (17), na residência da família, no bairro Engenho Velho de Brotas, em Salvador-BA. Suspeito teve prisão em flagrante.

A Polícia Civil informou que o homem, Luís Cláudio da Conceição Nascimento, de 26 anos, pediu que a irmã, a jovem Iane Vitória da Conceição Nascimento, de 20 anos, entregasse o cartão de programa social do qual a mãe é beneficiária, para que ele pudesse realizar o saque do benefício.

“O crime aconteceu após uma desavença entre os irmãos, motivado pela disputa da propriedade do cartão de saque do benefício da mãe deles”, informou a Polícia Civil de Salvador.

A jovem Iane Vitória era responsável pelo cartão da mãe e pelo saque do benefício. Segundo testemunhas, a vítima sofreu vários golpes de tesoura ao se recusar entregar o cartão para o irmão, e que não era a primeira vez que eles haviam tido atrito.

Familiares disseram que o uso do cartão por Luís Cláudio, o suspeito do homicídio, era restrito, pois ele já havia realizado o saque, em outro momento, e usou o dinheiro para comprar drogas. Também reafirmaram os atritos, entre ele e a irmã, e que ele já havia tentado agredi-la outras vezes.

Os irmãos estavam a sós em casa quando o crime ocorreu. Parentes que moram próximo da residência ouviram barulhos vindos do imóvel e arrombaram a porta, mas já encontraram Iane Vitória ao chão, morta. Na ocasião, a Polícia Militar foi acionada e prendeu Luís Cláudio.

O suspeito foi levado para 1ª Delegacia de Homicídios Atlântico e autuado em flagrante. A polícia informou que Luís Cláudio Nascimento aguarda a audiência de custódia, que ele não constitui advogado e que deve ser representado pela Defensoria Pública do Estado da Bahia.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.