Feminicídio

Polícia analisa rede social de casal após detento matar mulher durante visita

A vítima fazia publicações com declarações ao companheiro em rede social dos dois.
Imirante.com, com informações do G129/01/2019 às 09h53
Polícia analisa rede social de casal após detento matar mulher durante visitaUm das publicações feita por Nicolly. (Foto: Reprodução)

SÃO PAULO - A morte de uma jovem de 22 anos durante uma visita íntima no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Jundiaí (SP) está sendo investigada pela polícia. Nicolly Guimarães Sapucci sofreu ferimentos graves e caiu de uma beliche onde estava com o detento e companheiro dela, Michael Denis Freitas, de 25 anos.

Ele, que cumpre pena por roubo desde 2018, alegou ciúme como motivação do crime. No fim do período da visita, os agentes encontraram a jovem desmaiada e com lesões graves no rosto em uma das celas.

Em depoimento à polícia, o detento disse que eles brigaram porque Nicolly tinha ciúme de um relacionamento anterior dele. Ele vai responder pelo crime de feminicídio.

Os dois estavam juntos desde 2017. A vítima fazia publicações com declarações ao companheiro em rede social dos dois.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher de Jundiaí. A delegada Renata Yumi Ono informou ao G1 que vai averiguar depoimentos na rede social do casal para investigar a versão de ciúme.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.