Investigação

Veja quem são os PMs presos suspeitos da morte de comerciante em Bacabal

Lavrador está desaparecido, e o pai da vítima aponta um dos PMs como autor do sequestro.
Imirante.com, com informações da TV Mirante04/02/2021 às 10h17
Estão presos o tenente Pinho, o sargento Custódio (acima) e os cabos Robson e Rogério (abaixo). Foto: Reprodução.

BACABAL - Cinco policiais militares suspeitos do assassinato do comerciante Marcos Santos estão presos na capital. São eles, o tenente Pinho, o sargento Custódio e os cabos Robson, Rogério e Henrique. Eles foram ouvidos e transferidos para o presídio da Polícia Militar em São Luís.

Imagens de câmera de segurança mostram a vítima entrando em um carro com os PMs à paisana na tarde de segunda-feira (1º). O vídeo mostra que é o tenente Pinho quem conduz o comerciante para dentro do veículo. Depois do ocorrido, a vítima ficou desaparecida. O corpo foi encontrado no dia seguinte com marcas de tiros e sinais de violência, em estrada que dá acesso ao município São Luís Gonzaga.

Leia mais:

Investigação apura envolvimento de PMs na morte de comerciante em Bacabal

Investigação aponta que policiais militares velados mataram auxiliar da Polícia Civil

Na terça-feira, o lavrador José de Ribamar Neves desapareceu e, segundo o pai dele, foi o filho foi levado pelo sargento Custódio.

O tenente Pinho estava com ferimento de tiro na perna e afirmou, em depoimento à polícia, que foi ferido em confronto com supostos ladrões. Em depoimentos, os militares suspeitos do crime disseram que investigavam roubo de carneiros na região.

“Tudo que foi dito como versão da parte dos agentes públicos de segurança, policiais, não esta se configurando como realidade material”, disse, em entrevista à TV Mirante, o secretário estadual de Segurança Pública, Jefferson Portela, que acompanha o caso de perto.

As buscas pelo lavrador desaparecido estão sendo feitas nesta quinta-feira (4).

Assista aqui à reportagem da TV Mirante sobre o caso.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.