Tráfico de drogas

'Rainha do tráfico' é presa em operação policial na cidade de Açailândia

Na casa da suspeita os policiais apreenderam crack, maconha e a quantia de aproximadamente R$ 8 mil em espécie.
Imirante.com, com informações da Polícia Civil30/10/2020 às 18h25
'Rainha do tráfico' é presa em operação policial na cidade de AçailândiaMaterial apreendido durante a operação. (Foto: divulgação / Polícia Civil)

AÇAILÂNDIA – A Polícia Civil do Maranhão deu cumprimento a oito mandados de busca e apreensão em residências de suspeitos de comercialização de drogas na cidade de Açailândia, distante 563 km de São Luís, nesta sexta-feira (30).

Leia também:

Onze pessoas são presas por tráfico de drogas e porte ilegal de arma em Chapadinha

Na operação, denominada ‘Açailândia Segura’, que contou com apoio da Polícia Militar, foi presa uma mulher conhecida como ‘rainha do tráfico’. Na casa da suspeita os policiais apreenderam crack, maconha e a quantia de aproximadamente R$ 8 mil em espécie. De acordo com a polícia, o dinheiro, provavelmente, é oriundo da comercialização de drogas.

Ainda segundo a polícia, também foi preso em flagrante um indivíduo conhecido como ‘Tatu’. Na casa do suspeito, foram apreendidos um revólver calibre 38, uma espingarda calibre 28, um pino de cocaína, crack, vários celulares, munições, uma prensa, um cofre e um carro.

Também foi preso em flagrante um outro suspeito, porém, de acordo com a polícia, este tinha indícios de ser apenas usuário de drogas, tendo apenas sido encontrada com ele uma pequena quantidade de droga.
Nos demais alvos, foram apreendidos objetos, tais como celulares.

Participaram da Operação a 9ª Delegacia Regional de Açailândia, 1º e 2º Distritos Policiais de Açailândia, Delegacia Especial da Mulher de Açailândia, 10ª Delegacia Regional de Imperatriz, Delegacia de Homicídios de Imperatriz, Senarc/Itz, Delegacia de Polícia de Santa Luzia, Seccor/Itz e Serviço de Inteligência do 26º BPM.

Todos os presos foram encaminhados para a 9ª Delegacia Regional de Açailândia e, posteriormente, encaminhados às Unidades Penitenciárias, onde ficarão à disposição da Justiça.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.