Cidades | Folia

Definido esquema de segurança para o Carnaval 2018

Números são superiores apenas para o Carnaval da Bicicleta do Samba, que, no ano passado, contou com um efetivo de 35 policiais, conforme informado pela PM
Robert W. Valporto / O Estado12/01/2018

SÃO LUÍS - Com a recente divulgação da programação oficial do Carnaval 2018, a Polícia Militar (PM) apresentou o planejamento para a operação do período pré-carnavalesco e das festas em fevereiro, a fim de garantir a segurança dos foliões.

O coronel Pedro Ribeiro, comandante do Policiamento Metropolitano 1(CPAM1), informou como atuará a polícia nesse período. “Equipes da polícia estarão fazendo a segurança de vários eventos, tanto no período de pré-Carnaval, como no Carnaval propriamente dito. Nos locais oficiais e aqueles que não estão devidamente cadastrados pelo Governo do Estado, a exemplo dos blocos carnavalescos”, relatou.

Sobre os locais onde a PM estaria atuando, o coronel informou que há uma média de sete bairros onde atividades já solicitaram apoio do policiamento. “Nós recebemos ofício para apoio na segurança de eventos em toda a região metropolitana, além de bairros como Cohab, Vinhais, João Paulo e Madre Deus. As equipes da PM estarão, mesmo que seja em ronda policial, ou permanência de uma viatura e guarnição no local”, enfatizou.

Nos eventos de maior porte, maior concentração de público, Pedro Ribeiro destacou a parceria que deverá ser feita com os órgãos integrados. “Cada um dos envolvidos participará, no sentido de garantir a segurança dos foliões, a exemplo do tradicional circuito da Madre Deus, do bloco Bicicleta do Samba, na Praça Nauro Machado, no circuito Beira-Mar e na Praça Maria Aragão”, disse.

Sobre o modo como estará atuando, a PM informou que será feita via policiamento a pé, cavalaria e policiamento motorizado em viaturas e motocicletas. Também serão realizadas barreiras de contenção em alguns locais de eventos, para coibir que pessoas entrem com armas, drogas ou garrafas de vidro nos circuitos.

O coronel Pedro Ribeiro garantiu que todo o efetivo policial da Região Metropolitana de São Luís estará disponível. “Cerca de 1.200 policiais estarão atuando em toda a região metropolitana, envolvendo, inclusive, o serviço 24 horas. O efetivo atuará nos postos policiais, onde estão de serviço, passando pelo rádio-patrulhamento, até a presença nos locais de eventos”.

Pré-Carnaval
A PM informou ainda que, durante o período de pré-Carnaval, dependendo do circuito, planejará a quantidade de policiais que será necessário estarem presentes. Na Madre Deus, por exemplo, cerca de 70 homens estarão atuando nas próximas semanas. Já na Bicicleta do Samba, o número de policiais será de 50 policias.

Esses números são superiores apenas no Carnaval da Bicicleta do Samba, que, no ano passado, contou com um efetivo em torno de 35 policiais, conforme informado pela PM à época.

Blitz
No planejamento operacional da PM, consta que haverá fiscalizações tanto nos eventos, como estrategicamente haverá reforço policial na Ponta da Espera, Terminal Rodoviário, unidades prisionais, nos bairros e próximo aos retiros, para o caso das igrejas que o farão e serão contempladas, também, pela fiscalização.

Além dessas, haverá fiscalização da Lei Seca pelas ruas da capital. Os ônibus coletivos também serão alvo de operações. Serão feitas abordagens às pessoas que se encontrarem dentro deles. Nos terminais de integração, também haverá o reforço policial para garantir a segurança dos passageiros.

Todas as operações da PM nos locais de eventos de carnaval contarão com apoio da Blitz Urbana da capital, bem como do Corpo de Bombeiros e da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT).

VEJA:

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2018 - Todos os direitos reservados.