Educação de Jovens e Adultos

Seletivo para cursos técnicos com 710 vagas em 13 cidades prorroga prazo de inscrições

As inscrições podem ser feitas até 9 de novembro. Há cursos disponíveis em 14 campi do IFMA.

Imirante, com informações do IFMA

- Atualizada em 10/11/2023 às 06h56
Não haverá prova, e a seleção deverá ocorrer por meio de análise de questionário socioeconômico.
Não haverá prova, e a seleção deverá ocorrer por meio de análise de questionário socioeconômico. (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS - O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) prorrogou o prazo de inscrições no processo seletivo para os cursos técnicos de nível médio na modalidade Educação de Jovens e Adultos (Proeja). Agora, os candidatos podem se inscrever gratuitamente pela internet até o dia 9 de novembro.

Estão sendo ofertadas 710 vagas em 13 cidades do Maranhão. A modalidade EJA é destinada para pessoas com 18 anos de idade ou mais que desejam concluir o Ensino Médio e ao mesmo tempo obter uma formação técnica.

Há cursos disponíveis em 14 campi: Bacabal, Barra do Corda, Barreirinhas, Buriticupu, Caxias, Codó, Imperatriz, Santa Inês, São João dos Patos, São José de Ribamar, São Luís – Centro Histórico, São Luís – Maracanã, São Raimundo das Mangabeiras e Zé Doca. O quadro completo de vagas pode ser consultado nos anexos do edital.

Não haverá prova, e a seleção deverá ocorrer por meio de análise de questionário socioeconômico. O resultado do seletivo deverá ser divulgado no dia 20 de dezembro de 2023, com período de matrículas dos convocados em primeira chamada de 2 a 12 de janeiro de 2024.

Há vagas para os cursos técnicos em Administração, Agroindústria, Agropecuária, Comércio, Gastronomia, Manutenção e suporte em informática, Redes de computadores, Hospedagem, Panificação, Rede de computadores, Secretaria escolar, Vendas e Vestuário. O quadro completo com turnos, cidades e unidades que ofertam esses cursos está disponível no site do seletivo.

Cotas

O edital estabelece que 50% (cinquenta por cento) das vagas em cada curso são reservadas aos candidatos egressos de escola pública, conforme disposto na Lei nº 12.711/2012. Desse percentual destinado a candidatos egressos de escola pública, a metade (25% do total de vagas) se reserva aos candidatos com renda familiar bruta igual ou inferior a um salário mínimo e meio per capita, e a outra metade (25% do total de vagas) é reservada a candidatos oriundos de famílias que recebem acima dessa faixa de renda per capita. Em cada metade, são garantidos os percentuais de 76,74% das vagas a autodeclarados pretos, pardos e indígenas, e de 9,1% a pessoas com deficiência.

Ao efetuar a inscrição, os candidatos que desejarem concorrer às vagas reservadas a pretos e pardos devem confirmar a autodeclaração étnico-racial e incluir uma foto de acordo com as especificações contidas no Edital. Essa foto será utilizada apenas no procedimento da heteroidentificação, que consiste na validação da condição autodeclarada (pretos e pardos) no ato da inscrição.

No caso de os candidatos concorrentes às vagas reservadas a indígenas, deve-se apresentar na matrícula o Registro Administrativo de Nascimento de Indígena (RANI), se tiver, ou declaração de pertença a grupo indígena, com assinatura do candidato, do cacique e de dois representantes da comunidade indígena a qual pertença, ou ainda declaração de pertença emitida por entidade legítima das articulações e organizações dos povos indígenas, com assinatura do candidato e de dois membros da coordenação.

VEJA O EDITAL

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram, TikTok e canal no Whatsapp. Curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.