Imunização Covid

Covid-19: menina autista, de 11 anos, é a primeira criança vacinada no Maranhão

O ato simbólico que marcou o início da vacinação no Estado aconteceu no Shopping da Criança, na Avenida Beira Mar, em São Luís.
Imirante.com14/01/2022 às 17h20
Covid-19: menina autista, de 11 anos, é a primeira criança vacinada no MaranhãoA menina é autista e mora em Paço do Lumiar, município localizado na Região Metropolitana de São Luís. (Foto: Divulgação / Governo do Maranhão)

SÃO LUÍS - Na tarde desta sexta-feira (14) o Maranhão iniciou a vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19. A primeira criança a receber a dose do imunizante no Estado foi Isabela Vitória Moraes, de 11 anos. A menina é autista e mora em Paço do Lumiar, município localizado na Região Metropolitana de São Luís.

Leia também:

Indígena é a 1ª criança vacinada contra a Covid-19 no país

Vacinação começará por crianças com comorbidades e deficiências em São Luís

Vacinação de crianças contra Covid-19 terá início nesta sexta-feira (14) no Maranhão

O ato simbólico que marcou o início da vacinação no Estado aconteceu no Shopping da Criança, na Avenida Beira Mar, em São Luís. O evento foi organizado pelo governo do Maranhão, horas após o estado receber o primeiro lote com 50 mil doses da vacina pediátrica da Pfizer.

Assista ao vídeo:

Durante a vacinação, Isabela Vitória ficou abraçada com a mãe, a professora Lurdes Serpa. Após receber a dose do imunizante, a menina recebeu um 'certificado de coragem', entregue pelo governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB).

Outras duas crianças também foram vacinadas durante o ato. São elas Maires Vitória, portadora de paralisia cerebral com sequelas motoras e, Arthur Gabriel, de sete anos, que tem Síndrome de Down.

Doses para o Maranhão

O Governo do Maranhão iniciou, nesta sexta-feira (14), a distribuição das 50.200 doses de vacinas da Pfizer para a vacinação de crianças contra a Covid-19 nos municípios maranhenses. As cidades da Região Metropolitana foram as primeiras a receberem as vacinas. Os demais municípios começam a receber os imunizantes neste sábado (15) por via aérea e terrestre. Com a chegada das vacinas, as cidades iniciam a vacinação das crianças entre 5 e 11 anos.

Assim que chegaram ao estado, as vacinas foram levadas para a Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos do Maranhão (CEADI) para organização e envio aos municípios. O Governo manterá o esquema logístico eficiente utilizado para a distribuição dos imunizantes aos 217 municípios maranhenses em até 48 horas.

Nesta primeira remessa, a estimativa para o município de São Luís é de 5.100 doses. Já São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa recebem, respectivamente, 970, 630 e 200 doses do imunizante. Nesta sexta-feira (14), os municípios maranhenses receberam orientações da Secretaria de Estado da Saúde (SES) acerca do público-alvo e demais informações sobre armazenamento e condicionantes para a vacinação.

No Maranhão, as crianças serão vacinadas de forma escalonada, alcançando, inicialmente, as crianças dentro dessa faixa etária com comorbidades ou deficiência permanente, indígenas e quilombolas. Em seguida, a vacinação de crianças sem comorbidade por faixa etária decrescente de 11 a 5 anos, até que se atinja todo o grupo etário.

A expectativa do Maranhão é vacinar aproximadamente um milhão de crianças com a primeira dose até o mês de março. O intervalo para a segunda dose é de oito semanas.

Chegada dos imunizantes no Brasil

O primeiro lote de vacinas da Pfizer contra Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos chegou ao Brasil nessa nessa quinta-feira (13), em Campinas (SP).

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, concedeu entrevista coletiva sobre a chegada ao Brasil da remessa com 1,2 milhão de doses.

Segundo o Ministério da Saúde, durante o primeiro trimestre, devem chegar ao Brasil quase 20 milhões de doses pediátricas, destinadas ao público-alvo de 20,5 milhões de crianças.

Na semana passada, o ministério anunciou a inclusão das vacinas pediátricas no plano de operacionalização do Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Aprovação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, no dia 16 de dezembro de 2021, o uso da vacina produzida pelo consórcio Pfizer-BioNTech, a Comirnaty, contra a Covid-19 em crianças com idade de 5 a 11 anos.

“Com base na totalidade das evidências científicas disponíveis, a vacina Pfizer-BioNTech, quando administrada no esquema de duas doses em crianças de 5 a 11 anos de idade, pode ser eficaz na prevenção de doenças graves, potencialmente fatais ou condições que podem ser causadas pelo SARS-CoV-2”, disse Gustavo Mendes, gerente geral de Medicamentos da Anvisa, na época da aprovação.

Recomendações

A Anvisa divulgou, no início do mês, uma série de recomendações sobre a vacinação infantil. A agência sugere que a imunização ocorra em sala separada da de adultos e que a vacina não seja administrada no mesmo período de outras do calendário. Por precaução, é recomendado intervalo de 15 dias.

A Anvisa também recomenda que seja evitada a vacinação de crianças no esquema drive-thru (dentro do carro); que elas fiquem em observação no local por 20 minutos após receber a dose; e que os profissionais de saúde informem os pais sobre possíveis efeitos adversos do imunizante, como dor, inchaço no local da aplicação e febre.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

Selo IVC
© 2019 - Todos os direitos reservados.