Na avenida dos Africanos

Bombeiros salvam médico de sequestro e tentativa de homicídio em São Luís

O crime aconteceu, por volta das 13h, na avenida dos Africanos. O médico foi socorrido e levado ao hospital por homens do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), que flagraram a ação dos criminosos.
Liliane Cutrim/Imirante.com07/10/2021 às 17h01
Bombeiros salvam médico de sequestro e tentativa de homicídio em São LuísOs bombeiros estavam a caminho do trabalho, no quartel do Comando-Geral, quando flagraram a ação dos criminosos. (Foto: Divulgação/CBMMA)

SÃO LUÍS – No início da tarde desta quinta-feira (7), um médico oftalmologista foi vítima de sequestro e de tentativa de homicídio, em São Luís. O crime aconteceu, por volta das 13h, na avenida dos Africanos. O médico foi socorrido e levado ao hospital por homens do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), que flagraram a ação dos criminosos.

Segundo informações do CBMMA, os bombeiros estavam a caminho do trabalho, no quartel do Comando-Geral, quando viram que pessoas dentro de um veículo estavam travando uma luta corporal, sendo que o carro chegou a transitar na avenida em alta velocidade e com uma das portas abertas.

Os bombeiros acompanharam a situação e viram quando o carro bateu em uma van. De acordo com o coronel Célio Roberto, comandante do CBMMA, os bombeiros foram até o local, na tentativa de socorrer os possíveis feridos no acidente, quando foram recebidos a tiros por dois homens, que estavam no interior do veículo.

Ainda segundo o coronel, os criminosos estavam tentando sequestrar a vítima, que se trata de um médico. Diante da intervenção dos homens do Corpo de Bombeiros, a dupla fugiu do local sem conseguir ferir nenhum dos militares. Na hora da fuga, os criminosos ainda atiraram contra um motociclista que passava no local, para tomar a moto dele de assalto. O dono da moto também não foi atingido e conseguiu sair da mira dos criminosos.

Saiba mais informações sobre o caso na entrevista que o coronel Célio Roberto deu para a Mirante AM.

Já o médico que estava sendo sequestrado ficou lesionado na região do ombro, por um tiro de raspão, e, também, teve outras lesões que podem ter sido do impacto da colisão entre o carro e a van ou por agressão dos criminosos.

Os bombeiros iniciaram o socorro ao médico e o levaram até uma unidade de saúde para receber atendimento. Segundo os bombeiros, a vítima está consciente e estável.

Veja a nota do CBMMA sobre o caso

O Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA) informa que, nesta quinta-feira (7), dois bombeiros que estavam a caminho do quartel suspeitaram das atitudes dos ocupantes de um veículo que transitava na Avenida dos Africanos. Tratava-se do sequestro de um médico que teria sido iniciado na região do Bacanga.

Segundo informações, os suspeitos teriam efetuado disparos contra o médico e os bombeiros e, em seguida, roubaram duas motocicletas para fugir. Nenhum bombeiro militar ficou ferido.

A Polícia Civil do Maranhão comunica que, inicialmente, o caso será investigado pelo 1° Distrito Policial do Centro. Caso seja necessário, este será encaminhado para o distrito policial da região onde ocorreu o crime. A Polícia Civil informa, ainda, que até o presente momento não foram efetuadas prisões.

Segundo o delegado Cláudio Barros, titular do 1º Distrito Policial, a vítima, de 33 anos, é médico oftalmologista e trabalha no Centro de São Luís. Ele foi pego pelos criminosos nas proximidades do seu local de trabalho e levado no próprio carro até a avenida dos Africanos.

“O carro veio a colidir e ele veio a ser socorrido por bombeiros, que foram recebidos com disparos de arma de fogo, disparados pelos criminosos, que atravessaram a avenida e roubaram uma motocicleta, vindo a fugir. Eles saíram na motocicleta, que depois foi localizada no bairro do Barreto. Nós estamos trabalhando na coleta de elementos de prova, sendo imagem dos locais por onde o automóvel passou, perícias no veículo e outros elementos, para poder elucidar a motivação do crime e localizar os autores”, explicou o delegado.

Ouça a entrevista completa que o delegado Cláudio Barros deu à rádio Mirante AM falando detalhes sobre o caso:

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.