Satisfação

Juiz troca carro por bicicleta para ir ao trabalho, economiza gasolina e garante bem-estar

O juiz Francisco Ferreira de Lima pedala 44 km, ida e volta, entre Araçagi e Calhau, em São Luís.
Neto Cordeiro/Imirante.com22/09/2021 às 08h11

SÃO LUÍS – Mais saúde e mais economia. Um juiz de Direito da capital usa bicicleta para ir ao trabalho até três vezes por semana. A prática tem trazido maior sensação de bem-estar e também reduziu os gastos com combustível.

No Dia Mundial sem Carro, celebrado nesta quarta-feira (22), o Imirante.com conversa com o juiz Francisco Ferreira de Lima, de 50 anos, que se desloca do bairro Araçagi, onde mora, até o Fórum Desembargador Sarney Costa, no Calhau. São cerca de 44 km, ao todo, nos percursos de ida e volta, pedalando.

A prática já é adotada também por outros servidores do Fórum. Alguns se encontram ao longo do caminho e seguem juntos até o trabalho. “A bicicleta virou um meio de transporte mesmo, não só por esporte, por deleite, por diversão, mas muita gente usa mesmo por necessidade. Mas no nosso caso, a gente usa porque gosta mesmo de bicicleta”, ressalta o juiz Francisco Ferreira.

Ele utiliza a bike duas ou três vezes na semana, e nos outros dias vai de carro. O ciclista revela que, com este hábito, costuma gastar R$ 100 a menos com gasolina por mês.

O Dia Mundial sem Carro foi criado na França em 1997, e passou a ser adotado em vários países do continente no ano 2000. O objetivo é estimular a reflexão a respeito do uso excessivo de automóveis e fazer as pessoas experimentarem meios de deslocamento alternativos, menos poluentes e mais sustentáveis.

História

Francisco Ferreira nasceu no povoado São João da Mata, no município de Lago dos Rodrigues. Filho de trabalhadores rurais, analfabetos, Francisco chegou em São Luís aos 17 anos de idade, quando tinha concluído apenas o 4º ano do ensino fundamental. Na capital, cursou um supletivo do 5º ao 8º ano em oito meses. Já aos 18 anos, ingressou no Liceu Maranhense, onde cursou o ensino médio. De lá, passou no vestibular da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), onde se formou em Direito.

Sempre andei de bicicleta, mesmo quando trabalhava no interior.Juiz de Direito, Francisco Ferreira

O primeiro emprego foi de auxiliar de serviços gerais, na mesma época em que estudava no Liceu. Após a formatura na UFMA, em 1996, foi aprovado em vários concursos. Trabalhou e morou nas cidades de Bacuri, Penalva, Timon e Coroatá. Atualmente, vive em São Luís, é casado e tem dois filhos.

Juiz vai de bicicleta para o trabalho. Foto: Neto Cordeiro/Imirante.com

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

Selo IVC
© 2019 - Todos os direitos reservados.