Adeus

Morre o locutor Rubinho Jonnes, da Mirante FM, vítima de Covid-19

Locutor, de 57 anos, estava internado em um hospital privado da capital maranhense desde o dia 2 de junho.
Imirante.com12/06/2021 às 10h28
Morre o locutor Rubinho Jonnes, da Mirante FM, vítima de Covid-19Rubinho Jonnes no estúdio da rádio Mirante FM, em São Luís (Foto: Reprodução/Instagram)

SÃO LUÍS – Morreu, na manhã deste sábado (12), o locutor Rubinho Jonnes, de 57 anos, vítima da Covid-19, em São Luís. Rubinho era locutor e apresentador da rádio Mirante FM (96,1), e estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de hospital privado da capital maranhense desde o dia 2 de junho, após testar positivo para novo coronavírus.

No dia 4 de junho, na UTI, o locutor precisou ser intubado. Rubinho apresentou uma piora no quadro de saúde nessa sexta-feira (11), com forte comprometimento dos pulmões. O locutor, conhecido como 'comandante', apresentava os programas 'Na Moral' e 'Na Hora do Rush', nos fins de tarde, na Mirante FM, e também o 'Mixer 96' e 'Coração Brasileiro'.

Rubinho Jonnes estava na Mirante FM desde 1999, e era um dos principais locutores da rádio. Rubinho também era turismólogo e pós-graduado em Assessoria de Comunicação.

"Nosso amigo e companheiro se foi. Pessoa do bem. Lamentamos muito sua perda", disse Evandro Costa, coordenador da Mirante FM.

O enterro será no cemitério Jardim da Paz, em São José de Ribamar, na Região Metropolitana de São Luís, ainda neste sábado. Não haverá velório.

Por meio de nota, o Grupo Mirante lamentou a morte de Rubinho Jonnes. "Manifestamos nossos sentimentos à família, aos amigos e aos colegas de equipe de Rubinho. Seguimos prestando toda assistência aos familiares neste momento de dor e partida", divulgou o Grupo.

Leia a íntegra da nota:

"Com profunda dor, comunicamos o falecimento do nosso colega Rubinho Jonnes, aos 57 anos, em função de complicações causadas pela Covid-19.

Rubinho fazia parte da Mirante FM desde 1999 comandando programas como Na Moral, Na Hora do Rush, Mixer 96 e Coração Brasileiro. Dono de uma positividade e alegria constante que carregava em seu sorriso. Autor de bordões como “na batida, na batida, na batida”, encantava seus ouvintes sendo o “comandante” da sua querida nave do amor.

Consternados por esta perda, manifestamos nossos sentimentos à família, aos amigos e aos colegas de equipe de Rubinho. Seguimos prestando toda assistência aos familiares neste momento de dor e partida. Sua competência profissional certamente nos fará falta. Continuamos acompanhando todos os nossos colaboradores no enfrentamento a esta doença e atentos as medidas de prevenção."

Carreira

Rubinho Jonnes estreou na rádio Ribamar AM, por meio de uma processo seletivo, aos 15 anos de idade. Após um longo período, o radialista veio para a rádio Mirante FM, por outro seletivo, onde passou três anos.

Em 1983, Rubinho Jonnes aceitou o convite para trabalhar em Brasília (DF), na rádio Jornal FM, em um programa líder em audiência local, onde passou um ano.

Logo depois, o radialista voltou para São Luís para comandar o programa o 'Super Dance', com participação de DJs da Ilha, na Mirante FM.

Dois anos depois, o radialista aceitou a proposta para ir para a rádio Cidade, onde alcançou uma grande popularidade em São Luís. Anos mais tarde, novamente, o radialista retorna para a rádio Mirante FM, para apresentar o programa 'Salada Mista', com o radialista João Marcus, onde permaneceu até hoje.

O Museu da Memória Audiovisual do Maranhão (Mavam), produziu uma série de registros sobre os radialistas maranhenses, entre eles, Rubinho Jonnes, que morreu neste sábado.

Assista o vídeo:

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.