Paralisação

Mesmo com decisão judicial, rodoviários de empresa de ônibus seguem de braços cruzados, em São Luís

Trabalhadores cobram da empresa o pagamento de salários atrasados, assim como do vale-refeição e de horas extras.
Imirante.com14/04/2021 às 09h53
Mesmo com decisão judicial, rodoviários de empresa de ônibus seguem de braços cruzados, em São LuísRodoviários se concentram na porta da garagem da empresa, situada no bairro Anjo da Guarda, em São Luís. (Foto: Raunyr dos Santos / Imirante.com)

SÃO LUÍS – Rodoviários da Viação Estrela, em São Luís, seguem com a paralisação das atividades, nesta quarta-feira (14). O movimento grevista teve início na madrugada de ontem (13), com concentração dos colaboradores na porta da garagem da empresa, no bairro Anjo da Guarda, na capital maranhense.

Saiba mais:

Justiça do Trabalho determina suspensão da greve dos rodoviários na Grande São Luís

Rodoviários de empresa de ônibus de São Luís realizam paralisação na manhã desta terça-feira​

Os rodoviários cobram da empresa o pagamento de salários atrasados, assim como do vale-refeição e de horas extras. Desde ontem, nenhum ônibus saiu da garagem para circular.

Os ônibus da Viação Estrela atendem a região Itaqui-Bacanga e polo Coroadinho, bairros com grande número de pessoas que dependem exclusivamente do transporte público.

Por meio de nota, divulgada nessa terça-feira, o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Maranhão (Sttrema) informou que está dando total apoio ao movimento dos trabalhadores.

Liminar

Ainda nessa terça-feira, a Justiça do Trabalho do Maranhão, por meio do desembargador Gerson de Oliveira Costa Filho, determinou o imediato retorno dos empregados do transporte rodoviário, com a manutenção de 100% de toda a frota operante da Grande São Luís, incluindo os municípios de São Luís, Raposa, Paço do Lumiar e São José de Ribamar. Em caso de descumprimento, a multa diária é de R$ 20 mil. Na decisão, ficou determinado ainda que é vedada ainda a prática de protestos alternativos que prejudiquem o andamento dos serviços prestados.

A ação de tutela provisória de urgência, de natureza cautelar antecedente, com pedido de concessão de liminar, foi ajuizada pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís, em desfavor do Sttrema.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.