Levantamento

Vendas no Maranhão aumentam 5,8 % no mês de agosto, revela IBGE

Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) foi divulgada, na manhã desta quinta-feira (8).
Imirante.com, com informações do IBGE08/10/2020 às 16h57
Vendas no Maranhão aumentam 5,8 % no mês de agosto, revela IBGERua Grande, principal centro de comércio em São Luís. (Foto: Adriano Soares / Imirante.com)

SÃO LUÍS - Foi divulgada, nesta quinta-feira (8), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), referente ao mês de agosto de 2020. A PMC produz indicadores que permitem acompanhar o comportamento conjuntural do comércio varejista no país.

Comércio Varejista

Segundo a pesquisa, no mês de agosto de 2020, em comparação com o mês de julho de 2020, com ajuste sazonal, o índice de volume de vendas do comércio varejista no Brasil teve alta de 3,4%, depois de um avanço na ordem de 5,0%, em julho, e 8,8%% no mês de junho.

É o quarto mês consecutivo de aumento nessa base de comparação temporal, depois de dois meses de queda: março e abril. Cinco das oito atividades do comércio varejista não ampliado tiveram alta, com destaque para: tecidos, vestuário e calçados (+30,5%) e outros artigos de uso pessoal e doméstico (+10,4%).

A pesquisa também revelou que o setor de tecidos, vestuário e calçados vem tendo sucessivos aumentos de venda nessa base de comparação temporal, olhando os três últimos meses. Em junho, houve elevação no volume de vendas na ordem de 53,7%, e, em julho, de 27,9%. Em relação aos setores com recuo no volume de venda nessa base de cotejamento no tempo, mês/mês imediatamente anterior, notou-se maior queda no setor de livros/jornais/revistas/papelaria, -24,7%, isso se deu depois de três aumentos nos três meses anteriores: maio (+30,0%), junho (+61,0 %) e julho (+27,0%).

Maranhão

Em relação ao Maranhão, em agosto de 2020, frente a julho/2020, com ajuste sazonal, o índice de volume de vendas ficou na casa de +5,8%, número esse um pouco maior do que o detectado no mês anterior: +5,1%.

Os dados da pesquisa do IBGE mostram que já são quatro meses consecutivos de elevação no volume de vendas no Maranhão, de maio a agosto, depois de três meses de queda: fevereiro (-0,5%), março (-5,5%) e abril (-13,1%). As duas Unidades da Federação (UFs) que apresentaram os maiores aumentos nessa base comparativa temporal no mês de agosto foram AC (+15,6%) e RO (+12,8%). Duas UFs tiveram redução no volume de vendas nessa base de comparação temporal, a saber: RS (-0,2%) e no TO (-2,4%).

Em relação ao índice que compara mês/mesmo mês do ano anterior (agosto de 2020/agosto de 2019), no Maranhão foi detectado avanço no volume de vendas de 23,5%. No mês anterior, julho/2020, houve elevação no volume de vendas de 21,4%. Dentre todas as 27 UFs, o Maranhão teve a terceira melhor performance, sendo superado somente pelo AC (+26,1%) e pelo AP (25,4%). No mês anterior, o Maranhão tinha obtido a segunda melhor performance dentre as 27 UFs, quanto ao índice do volume de vendas nessa base de comparação temporal.

Na base comparativa no ano, isto é, o volume de vendas de janeiro a agosto de 2020 em relação ao mesmo período de 2019, o Maranhão apresentou uma taxa positiva no volume de vendas, 3,8%. As sucessivas taxas altas na base de comparação temporal mês/mês igual ao ano anterior, vem ocasionando uma melhora constante quando se compara o volume de vendas do ano de 2020 em comparação com o ano de 2019.

A pesquisa mostra que a média do Maranhão tem um resultado bem acima da média Brasil, o qual ainda permanece com taxa negativa, conforme apontado acima: -0,9%. As únicas UFs que têm um resultado nessa base de comparação temporal acima do Maranhão são: PA (+5,9%), AM (+4,7%) e SC (+4,2%). Dezessete UFs apresentaram volume de vendas negativo no ano de 2020 comparado com 2019, mês fechado em agosto. Resultados negativos mais significativos foram detectados nos estados do CE (-10,9%), BA (-7,9%), RO (-7,7%) e SE (-7,6%).

Quanto ao acumulado nos últimos 12 meses (setembro de 2019 a agosto de 2020 cotejado com setembro de 2018 a agosto de 2019), o índice de volume de vendas no Maranhão teve alta de 2,5%, acima da média nacional: +0,5%. No mês findo em julho de 2020, o acumulado dos últimos 12 meses no Maranhão estava em 0,5%.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.