Coletiva

Retorno das aulas começará pelo terceirão com sistema híbrido, diz Flávio Dino

Sistema híbrido consiste em atividades presenciais e não-presenciais.
Neto Cordeiro/Imirante.com03/07/2020 às 11h13
Retorno das aulas começará pelo terceirão com sistema híbrido, diz Flávio DinoFlávio Dino falou sobre pandemia no Maranhão durante coletiva nesta sexta. (Foto: Reprodução)

SÃO LUÍS - Em coletiva realizada pela internet, na manhã desta sexta-feira (3), o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), começou apontando que não há agravação da pandemia no Estado, nem uma tendência de fim do problema. Para ele, a palavra que define o momento é “estabilidade”.

Ele adiantou que há a possibilidade de “ligeiro crescimento” de casos no Maranhão em razão, principalmente, do aumento no número de pessoas que devem ser testadas nas próximas semanas e também do retorno gradual de atividade e setores. “Muito em breve vamos passar de 200 mil testes no Maranhão”, afirmou o governador.

Retorno das aulas

“A ideia é retomar pelo terceiro ano do ensino médio”, disse Flávio Dino. Entre as medidas a serem adotadas está o sistema híbrido, que consiste em atividades presenciais e não-presenciais. Isso significa que os alunos, inicialmente, não devem ir todos os dias à escola.

Os estudantes do terceirão deverão contar, ainda, com aulas pelo Youtube e por meio de redes de rádio para que possam se preparar para o Enem 2020.

Leia mais:

Com revezamento de alunos, rede de ensino do Maranhão prepara retorno

“Temos previsão de restabelecimento progressivo passo a passo das aulas a partir de agosto. Não significa que todos os estudantes voltarão no mesmo dia”, destacou, acrescentando que este protocolo do governo do Estado servirá de referência para outros níveis e modalidades de ensino.

Multas e conscientização

Questionado sobre aplicação de multas por descumprimento de regras sanitárias, Dino defendeu o trabalho de conscientização em lugar da coerção. Ele relatou que o que ocorre muitas vezes é apenas orientação, mas que já foram aplicadas algumas multas no Estado pelo desrespeito às normas.

“Quando escrevemos nos protocolos sobre restaurantes (…), esta é uma orientação técnica que nós repassamos e, obviamente, dentro da consciência cidadã e do livre arbítrio, esperamos que seja cumprida”, apontou.

Dino falou também sobre medidas estaduais para tentar driblar a recessão econômica e o desemprego. Ele ressaltou que a ação do Estado, nesse sentido, é complementar a do governo federal, que dispõe dos instrumentos para estimular a atividade econômica.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou, em boletim divulgado na noite dessa quinta-feira (2), que o Maranhão tem 2.119 mortes e 86.025 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19). A SES confirmou ainda que 64.816 pessoas já se recuperaram da Covid-19 no Maranhão

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.