Covid-19

Vigilância Sanitária contabiliza atendimento a 95% das denúncias recebidas

Denúncias devem ser feitas em casos de: comércio que não pode funcionar, aglomeração, pessoas sem máscaras em locais coletivos e comércio sem água e sabão ou álcool em gel.
Divulgação / Vigilância Sanitária25/06/2020 às 16h56
Vigilância Sanitária contabiliza atendimento a 95% das denúncias recebidasAté o momento, a Suvisa já recebeu 256 denúncias. ( Foto: Julyane Galvão )

SÃO LUÍS - Para garantir a adoção das medidas definidas nos protocolos de prevenção e combate à Covid-19 no Maranhão, o Governo do Estado disponibilizou um canal de denúncias para a população. Nas ações de competência da Superintendência de Vigilância Sanitária (Suvisa), da Secretaria de Estado da Saúde (SES), 95% das denúncias recebidas foram atendidas, totalizando 244 atendimentos, no período de quatro semanas.

De acordo com o superintendente da Vigilância Sanitária da SES, Edmilson Diniz, a população tem participado amplamente desse processo de monitoramento das medidas de contenção da disseminação do novo coronavírus, observando quando uma empresa ou outra não está cumprindo os protocolos.

“Isso demonstra também que a sociedade está atenta a todos os protocolos que estão sendo trabalhados e entende a importância dessas ações para garantir a saúde do coletivo. Esse trabalho de monitoramento da sociedade contribui com as ações de fiscalização do Governo do Estado”, afirma Edmilson Diniz.

Até o momento, a Suvisa já recebeu 256 denúncias, destas, 244 (95%) foram atendidas, 3 (1%) foram descartadas por falta de informação e 9 (4%) não foram atendidas. Das denúncias atendidas, 89 (36,48%) foram procedentes, 139 (56,97%) já haviam sido corrigidas pelo denunciado e 16 (6,56%) eram falsas. Das condutas adotadas às denúncias procedentes, 59 denunciados (66,29%) foram orientados, 27 (30,34%) foram intimados e 3 (3,37%) foram autuados.

As informações são recebidas pelo canal, onde é realizada a divisão pela criticidade das denúncias e por competência de órgãos de fiscalização, como Suvisa, Procon, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar.

“A Suvisa está com uma equipe trabalhando de segunda a sábado, fazendo o atendimento dessas denúncias de forma organizada e coordenada para que possamos garantir agilidade no deslocamento e para que possamos atender o maior número de denúncias possíveis”, garante o superintendente Edmilson Diniz.

As denúncias devem ser feitas em casos de: comércio que não pode funcionar, aglomeração, pessoas sem máscaras em locais coletivos e comércio sem água e sabão ou álcool em gel. Os contatos podem ser feitos através dos números de WhatsApp disponibilizados pela Vigilância Sanitária: (98) 99162- 8274, (98) 98356 0374, (98) 99970-0608.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.