Renault em São Luís

Carro muito tempo parado na garagem: saiba como cuidar do veículo para ele não danificar

Com o carro pouco utilizados durante a pandemia, é preciso fazer a manutenção do veículo, deixando ele prontinho para ser usado depois.
Publipost19/05/2020 às 10h16
Carro muito tempo parado na garagem: saiba como cuidar do veículo para ele não danificarÉ recomendado que o carro seja ligado de 5 em 5 dias, se a bateria tiver menos de 1 ano de uso. Se tiver acima de um ano, é recomendado que dê a partida no veículo com menos tempo, de 3 em 3 dias. (Foto: Divulgação.)

Com as medidas de isolamento social para combater a propagação do novo coronavírus, os carros estão sendo pouco utilizados, já que a regra é sair de casa apenas em caso de extrema necessidade. E carro é que nem gente, se ficar muito tempo parado pode dar problema depois.

Segundo a auditora de qualidade da Du Nort Renault em São Luís, Hannah Caldas é preciso sempre fazer a manutenção do veículo, deixando ele prontinho para ser usado depois.

Leia Também:

Para garantir segurança e conforto, Du Nort Renault em São Luís oferece atendimento 100% online

Seu Renault precisa ir na oficina? No Renault Minuto e na Du Nort Renault tem serviço rápido e seguro

Cuidado com os pneus

É preciso manter os pneus calibrados, principalmente o estepe. O pneu sem uso tende a baixar a calibragem e, no momento do uso, o motorista pode se deparar com o pneu muito baixo.

Então, quando sair de casa, procure sempre um posto para calibrar os pneus conforme determina o manual do veículo.

Combustível

O melhor combustível para deixar no carro é a gasolina aditivada, porque com o carro parado muito tempo o combustível comum tende a evaporar mais rápido.

“A gasolina comum pode ficar dentro do tanque de combustível por até dois meses e meio parada. O melhor é optar pela aditivada, que dura até dois meses a mais do que a gasolina comum, além de melhorar a injeção do carro. Outra dica é ter mais de meio tanque de combustível, o que também ajuda a diminuir o tempo de evaporação”, explica Hannah Caldas.

Ligar sempre o carro

É recomendado que o carro seja ligado de 5 em 5 dias, se a bateria tiver menos de 1 ano de uso. Se tiver acima de um ano, é recomendado que dê a partida no veículo com menos tempo, de 3 em 3 dias. E quando der a partida no carro, ele deve estar com o ar-condicionado desligado para aquecer mais rápido.

“Tem gente que gosta de desligar os bornes da bateria. Eu recomendo que, se for desligar, é bom desligar os dois, positivo e negativo. Mas se for ligar o carro de 5 em 5 dias, não precisa desligar os bornes, a não ser que tenha alguma instalação elétrica não original que consuma a bateria e, com menos de 2 dias, o carro já precise de um auxílio para poder dar a partida”, orienta a auditora de qualidade.

Movimente o carro

É importante baixar o freio de mão e fazer pequenos movimentos para frente e para trás. Se o veículo for manual é recomendado passar todas a marchas, claro que com o carro parado e desligado. A movimentação das marchas é necessária, pois, como o sistema é externo e lubrificado com graxa, com o tempo acumula sujeira que pode travar o câmbio.

Em caso de carro automático, tem que movimentar ele para a frente e para trás, só para a roda girar um pouquinho, o que ajuda a não colar o tambor.

“Com o veículo parado muito tempo, no caso de carros com freio a tambor, a sapata tende a colar no tambor, o que pode dar uma travada nas rodas traseiras. Por isso, é preciso sempre fazer esses movimentos quando ligar o veículo”, ressalta Hannah Caldas.

E é importante, também, fazer sempre uma limpeza interna no veículo, pois ele estando parado pode acabar acumulando ácaros, fungo e bactérias. Por isso é preciso higienizar os bancos, volantes, etc., ou seja, fazer uma higienização interna simples.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.