Fake News

Secretário de saúde e hospital negam caso de coronavírus em São Luís

Nesta quarta foi amplamente divulgado nas redes sociais e blogs que uma criança teria sido diagnósticada e estaria internada em um hospital particular de São Luís com Coronavírus.
Imirante.com05/02/2020 às 18h33

SÃO LUÍS - Foi amplamente divulgado nas redes sociais e blogs, nesta quarta-feira (5), que uma criança teria sido diagnósticada e estaria internada em um hospital particular de São Luís com Coronavírus.

Leia também:

Cai para 11 o número de suspeitas de infecção por coronavírus no país

Número de mortes pelo coronavírus chega a 490 na China

O Imirante.com entrou em contato com o Hospital São Domingos, que por meio de nota, esclareceu que nenhum caso de Coronavírus foi registrado na capital maranhense.

Leia nota na íntegra:

Nota de esclarecimento do hospital São Domingos.

O secretário de Saúde do Estado, Carlos Eduardo Lula, em seu perfil no Twitter também esclareceu a informação sobre o suposto caso de Coronavírus em São Luís.

Em outra postagem, Carlos Lula cita que a notícia parace ter o objetivo de criar pânico na população.

Casos no Brasil

O secretário executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, confirmou que 21 casos em território brasileiro foram analisados e totalmente descartados.

Números no mundo

Segundo os números do Centro Nacional de Saúde da China (NHC) e do Centro Nacional de Controle de Doenças da China (China CDC), mapeados pela universidade americana Johns Hopkins, o coronavírus já contaminou 24.631 pessoas até o momento, sendo que 494 casos resultaram em morte.

Hubei, considerado o ponto inicial da infecção, registra 16.678 casos.

Histórico

Os coronavírus são conhecidos desde meados dos anos 1960 e já estiveram associados a outros episódios de alerta internacional nos últimos anos. Em 2002, uma variante gerou um surto de síndrome respiratória aguda grave (Sars) que também teve início na China e atingiu mais de 8 mil pessoas. Em 2012, um novo coronavírus causou uma síndrome respiratória no Oriente Médio que foi chamada de Mers.

A atual transmissão foi identificada em 7 de janeiro. O escritório da Organização Mundial de Saúde (OMS) na China buscava respostas para casos de uma pneumonia de etiologia até então desconhecida que afetava moradores na cidade de Wuhan. No dia 11 de janeiro foi apontado um mercado de frutos do mar como o local de origem da transmissão. O espaço foi fechado pelo governo chinês.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.