Itinerário

DPE: linha de ônibus no João de Deus deve voltar a funcionar

A linha Aeroporto/João de Deus/São Francisco teve o percurso alterado prejudicando vários passageiros.
Divulgação/DPE-MA11/04/2019 às 18h11
DPE: linha de ônibus no João de Deus deve voltar a funcionarFoto: Divulgação

SÃO LUÍS - Em resposta a questionamentos da Defensoria Pública do Estado quanto à alteração em itinerário de coletivo do bairro João de Deus, em São Luís, a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) informou, nesta semana, as providências que já estão sendo tomadas para garantir a operação da linha Aeroporto/João de Deus/São Francisco.

Conforme o titular da pasta, o secretário Canindé Barros, estão sendo concluídas as tratativas operacionais com o Consórcio Upaon Açu Ltda, que irá operar, em caráter experimental, por 90 dias, a operação da referida linha de ônibus.

O itinerário de ida ao Centro deverá começar na Avenida dos Libaneses e encerrar na Avenida Beira-mar. Já o itinerário de retorno ao bairro, começará no Terminal da Praia Grande e encerrar na Avenida dos Libaneses.

Para garantir a operação, o consórcio deverá providenciar quatro veículos num período de até 60 dias. Para garantir a celeridade do processo, a secretaria está negociando uma redução desse prazo, tendo em vista os interesses da comunidade usuária do transporte coletivo.

Defesa

A Defensoria Pública do Estado havia solicitado, recentemente, uma série de informações à SMTT de São Luís sobre alterações no itinerário do transporte coletivo que atende à comunidade do bairro João de Deus. A providência adotada pela Defensoria se deu após o recebimento de denúncias dos moradores, preocupados, principalmente, com a situação das crianças que agora precisam percorrer mais de um quilômetro a pé para chegar à escola da região.

O percurso do ônibus teria sido alterado por razões desconhecidas, passando a não atender mais o itinerário João de Deus/Aeroporto de forma direta, prejudicando o deslocamento dos alunos para U.I. Delio Jardim de Mattos de Ensino Regular Fundamental. Isso porque, com a mudança, os alunos são obrigados a descer na BR-135 e a se deslocar por uma distância de 1,2 Km até a escola, ficando expostos aos mais diversos riscos.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.