Protesto

Após negociações, quilombolas desocupam prédio do Incra-MA

Um grupo de quilombolas ocupava a sede do Incra-MA desde terça-feira (1º).
Imirante, com informações do Incra-MA03/10/2013 às 22h03

SÃO LUÍS - Após duas rodadas de negociações, nesta quinta-feira (3) entre o superintendente do Incra no Maranhão, José Inácio Rodrigues, e os quilombolas que ocupavam o prédio da superintendência do Incra, situado no bairro do Anil, foi realizada a desocupação do local. Um grupo de quilombolas ocupava a sede do Incra-MA desde terça-feira (1º), mantendo os portões do órgão fechados, impedido o acesso dos servidores ao prédio.

Pertencente ao Movimento Quilombola da Baixada Ocidental Maranhense (MOQUIBOM), o grupo com cerca de cinquenta pessoas ocupou a Superintendência Regional do Incra no Estado em protesto contra a aprovação da PEC 215, que tramita no Congresso Nacional, e transfere do Poder Executivo para o Legislativo a responsabilidade pela demarcação de territórios indígenas e quilombolas.

No final da manhã desta quinta-feira (3) ocorreu a primeira reunião do superintendente com o grupo de quilombolas no pátio do Incra-MA. José Inácio informou ao grupo sobre as principais ações da Superintendência para a regularização dos territórios quilombolas no Maranhão. O líder quilombola Antonio Lambão disse manter a ocupação e a primeira reunião foi encerrada sem nenhum acordo entre as partes.

No final da tarde desta quinta-feira, o superintendente José Inácio reuniu-se, novamente, com as lideranças do movimento, para nova rodada de negociações. Dessa vez, as lideranças do Moquibom decidiram pela desocupação, liberarando os portões do Incra-MA.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.