Baixada Maranhense

MP realiza audiência pública sobre plantio em leitos de rios

09/02/2010 às 12h11

SÃO LUÍS - Com o objetivo de discutir o impacto ambiental e as formas do cultivo de arroz nos lagos da Baixada Maranhense, principalmente, o de Viana, o Ministério Público do Maranhão realiza, no dia 10 de fevereiro, às 9h, no Grêmio Recreativo Vianense, Audiência Pública sobre o "Cultivo desordenado de arroz nos leitos dos rios da Baixada Maranhense".

A procuradora-geral de Justiça, Maria de Fátima Rodrigues Travassos Cordeiro, presidirá a audiência pública compartilhando os trabalhos com o promotor de Justiça da Comarca de Viana, Raimundo Benedito Barros Pinto. O coordenador do Centro de Apoio Operacional de Meio Ambiente, o promotor de Justiça Luís Fernando Cabral Barreto Júnior, fará a mediação.

Além da participação da sociedade, dos representantes da Secretaria do Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos e dos plantadores de arroz, o professor da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), mestre em Economia Rural e doutor em Hidráulica e Saneamento, José Policarpo Costa Neto, farão exposições relacionadas ao tema.

Problemática

Uma equipe da UFMA, liderada pelo professor José Policarpo Costa Neto, tem desenvolvido uma série de estudos sobre o cultivo de arroz irrigado nos leitos dos Rios da Baixada Maranhense. Além de sugerir e interrupção do plantio desordenado, o professor Policarpo alerta para um outro problema: o uso de agrotóxicos que estaria contaminando os peixes e, consequentemente, a população que consome os pescados oriundos dos rios da Baixada, com risco iminente de intoxicação e de contrair doenças. Em contrapartida, os plantadores de arroz defendem a prática do plantio e buscam representatividade para permanecerem realizando essa atividade.

Com informações da Ascom/MP.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.