Prisão

Homem é preso acusado de estuprar cunhada, enteada, sogra e filhos em Rosário

De acordo com a Delegacia Especial da Mulher, familiares viviam em situação extrema de vulnerabilidade.
Imirante.com, com informações do G1 Maranhão09/10/2021 às 01h30
Homem é preso acusado de estuprar cunhada, enteada, sogra e filhos em RosárioPrisão de suspeito foi efetuada na última quinta-feira (7). (Foto: Divulgação)

ROSÁRIO - Um homem foi preso pelos crimes de estupro e estupro de vulnerável na última quinta-feira (7), no município de Rosário, a 72km de São Luís. De acordo com a Polícia Civil do Maranhão, o homem vinha praticando vários atos de violência sexual contra a cunhada, enteada, sogra e todos os seus filhos.

De acordo com as provas apuradas pela Delegacia Especial da Mulher (DEM) de Rosário, com base em depoimentos das vítimas e o relatório social elaborado pela equipe técnica do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) de Rosário, os familiares viviam em situação extrema de vulnerabilidade e vitimização, a mercê dos abusos sexuais praticados pelo investigado.

“O que nós já conseguimos comprovar é que houve o estupro da cunhada, que acabou engravidando do autor e doou a criança. Também foi violentada a filha dessa cunhada, que foi a primeira ouvida e relatou que o homem estuprava a mãe dela, a prima, que também engravidou dele. A prima, que é enteada do agressor, confirmou a gravidez e que tinha abortado recentemente. Foi relatado que um dos meninos da casa também havia sido estuprado pelo autor e chegou até a adoecer, não conseguia andar direito. Esse fato nós não sabíamos e vamos investigar agora. A gente apurou que ele se achava o homem da casa e que todas as pessoas que estavam ali deveriam servir a ele como ele quisesse”, disse a delegada Tatyani Porto Fraga, titular da Delegacia Especial da Mulher do Município de Rosário.

Ainda de acordo com a polícia, foi possível constatar a gravidade dos crimes devido ao número de vítimas e pelo modus operandi das ações praticadas. O homem se valia do vínculo familiar que possui com as vítimas e pelo fato de conviverem na mesma residência para cometer os atos de abusos sexuais, no que tudo indica, de forma continuada e no âmbito doméstico.

“Inicialmente chegou até nós que ele havia estuprado a cunhada, irmã da esposa dele, e, possivelmente uma sobrinha, filha dessa cunhada e uma enteada. E nas oitivas no Creas de Rosário, todos os envolvidos foram acompanhados por psicólogos para que houvesse o menor dano possível. E se confirmaram todos os relatos de agressões sexuais. Em seguida, buscando provas físicas, testemunhais, porque infelizmente o estupro que acontece sem testemunhas, em locais ermos, dentro de casa. Acontece de uma forma que as pessoas não veem, sendo muito difícil conseguir uma testemunha para estupro”, explicou a delegada.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.