Crime bárbaro

Padrasto é suspeito de abuso sexual contra criança espancada pela mãe em Presidente Dutra

Identificado como "Jeizon pintor", homem está foragido; menina de dois anos está internada em hospital.
Imirante.com19/02/2020 às 22h29
Padrasto é suspeito de abuso sexual contra criança espancada pela mãe em Presidente DutraCriança deu entrada no hospital na segunda-feira (17). (Foto: Divulgação)

PRESIDENTE DUTRA - O padrasto de uma criança de dois anos que foi espancada pela própria mãe em Presidente Dutra, a 347km de São Luís, está sendo procurado pela polícia. Identificado como "Jeizon pintor", o homem é suspeito de participar das agressões e ter abusado sexualmente da menina, de acordo com informações policiais.

Leia também: Criança de dois anos perde o baço após sofrer agressões; mãe é suspeita do crime

Agredida com chutes no tórax, no rosto e na cabeça, além de ter parte do couro cabeludo arrancado e o baço rompido, a criança está internada em um hospital, com estado de saúde estável. A mãe, identificada como Ironilde de Sousa Barbosa, está presa.

"A criança, aparentemente, está bem. Ela está tendo uma melhora, gradativamente", explicou a conselheira tutelar Liziane Cristina, em entrevista à TV Mirante.

O Ministério Público do Maranhão (MPMA) vai propor que a guarda da menina fique com a avó materna, que afirma desconhecer os maus tratos sofridos pela neta.

Entenda o caso

Ironilde de Sousa Barbosa foi presa na segunda-feira (17), em Presidente Dutra, suspeita de espancar a filha de apenas dois anos de idade. A mulher foi presa dentro de um hospital público da cidade, onde a criança estava internada.

Segundo a delegada Elen Coelho, titular da Delegacia Especial da Mulher (DEM) de Presidente Dutra, após a mãe dar entrada no hospital com criança bastante lesionada, a equipe de assistência social da unidade hospitalar acionou o Conselho Tutelar, o qual comunicou o caso à polícia. De acordo com a delegada, a menina deu entrada no hospital nessa segunda, com inúmeras marcas de agressões feitas em momentos distintos.

“A criança estava com vários hematomas no tórax, costela, no rosto e na cabeça. Havia sinais de pancada nas costas e cabelo arrancado. Devido à gravidade das lesões, a menina teve o baço rompido. Ela foi submetida a cirurgia de laparotomia exploratória e acabou perdendo o baço. O estado de saúde da menina é estável”, relatou a titular da DEM.

Ainda segundo a delegada, a própria criança falou à equipe médica que a mãe havia lhe agredido. Ironilde de Sousa foi presa em flagrante e apresentada na Delegacia Especial da Mulher, que fica na 13ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Presidente Dutra. Em depoimento, a mulher alegou que as lesões na filha foram causadas por uma queda. Mas, segundo a delegada Elen Coelho, há lesões antigas que mostram que a criança estava sendo agredida.

“As lesões são incompatíveis com queda e foram ocasionadas em momentos diversos. Há marcas com formas, dimensões e outras características que atestam terem sido realizadas em vários momentos diferentes. Todos no hospital estão comovidos com o caso, pois a criança está lesionada da cabeça aos pés. A menina já tinha várias entradas nos hospitais da cidade, desde a semana passada”, explicou a delegada da DEM.

Ironilde de Sousa Barbosa foi encaminhada à Unidade Prisional de Presidente Dutra, onde ficará à disposição da Justiça.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.