Cidades | De volto ao "normal"

Aulas 100% presenciais do 3º ano devem retornar nesta semana

Informação foi divulgada pelo secretário de Estado da Educação do Maranhão, Felipe Camarão, em suas redes sociais; estudantes da rede estadual comemoram decisão para melhor preparação para o Enem
Kethlen Mata/ O Estado06/10/2021
Aulas 100% presenciais do 3º ano devem retornar nesta semanaAulas presenciais estarão de volta ao ensino médio da rede estadual (Arquivo)

São Luís – Nesta terça-feira (5), o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, anunciou que as aulas do terceiro ano do ensino médio da rede pública estadual devem retornar de forma 100% presenciais a partir desta semana. Camarão não deu um dia exato para o retorno, mas a informação já está sendo comemorada por muitos alunos da rede estadual.

O Estado tentou contato com o secretário de Educação para obter mais informações sobre esse retorno, como por exemplo, qual será o dia exato dele, no entanto, Camarão não respondeu até o fechamento desta edição.
Para Brunna Suellen, 17, aluna do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), que está há dois meses no sistema de rodízio na sua escola, retornar presencialmente é um suporte a mais para estudar para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

“Inicialmente, fiquei assustada, por medo de ser contaminada pelo vírus dentro da escola, já que por mais que tivéssemos todos os cuidados básicos de higiene, na minha cabeça havia um pequeno risco de contágio. Mas agora, vejo que é um suporte no nosso aprendizado e principalmente para nós do 3° ano que vamos fazer o Enem. Acho seguro agora, depois desses dois meses, pois, a escola tem um cuidado extremo com a higienização”, afirmou a adolescente.

Retorno em agosto
Após um ano e meio de espera e ansiedade, os alunos iniciaram a retomada das aulas no dia 2 de agosto. Quando retornaram com quase 100% dos funcionários vacinados contra a Covid-19, os estudantes da 3º série do ensino médio precisaram se adaptar ao modelo de rodízio para evitar a propagação do coronavírus. Na época, os alunos ficaram muito animados com a possibilidade de frequentar presencialmente o ambiente de estudo, ainda mais em um ano tão decisivo.

O rodízio começou pelos alunos da 3ª série, que se dirigiram às suas respectivas escolas. Depois foi a vez dos alunos da 2ª série, por último, dos alunos da 1ª série. Depois de três dias desse retorno individual, o rodízio se manteve ao mesmo tempo para todas as séries.

A organização ficou aos cuidados das equipes gestora e docente, respeitando as particularidades de cada comunidade escolar. No caso das escolas com condições para desenvolvimento das atividades de forma síncrona, esse formato foi adotado, pois as unidades de ensino tiveram autonomia para definir a melhor forma de revezamento.

SAIBA MAIS

Covid no Maranhão

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) reduziu de 120 para 90 o número de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para Covid-19, na Grande Ilha. Desse novo total de leitos disponibilizados, 19 estão ocupados – a taxa de ocupação é, portanto, de 21,11%. Em relação a leitos de enfermaria, a taxa de ocupação é 13,33%.

Atualmente, 131 pacientes com Covid estão internado em hospitais públicos e privados no Maranhão, sendo 66 em leitos de UTI e 65 em leitos de enfermaria. Há ainda 23.367 pessoas em isolamento domiciliar e 410 sob suspeita da doença.

Conforme boletim o epidemiológico da SES, divulgado na noite da última segunda-feira, 4, mais 62 casos de Covid foram registrados no estado, sendo sete Grande Ilha, 3 em Imperatriz e 52 nos demais municípios maranhenses.

Mais duas mortes por Covid foram registradas no Maranhão, nos municípios de Coroatá (1) e Trizidela do Vale (1).

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte