Na prisão

Prefeito de Centro Novo se entrega à Polícia Federal

Acusado de extração e venda ilegal de ouro, Júnior Garimpeiro estava como prisão preventiva decretada há duas semanas

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h15
Júnior Garimpeiro
Júnior Garimpeiro (Júnior Garimpeiro)

O prefeito de Centro Novo do Maranhão, Júnior Garimpeiro (PP), foi recolhido ao Complexo Penitenciário após entregar-se na Policia Federal. Ele estava foragido por duas semanas.

Contra Júnior Garimpeiro pesam acusações de extração e venda ilegal de ouro. Ele estava com prisão preventiva decretada desde o dia 15 de setembro.

Em sua investigação, a Polícia Federal alega que o prefeito de Centro Novo do Maranhão é um dos responsáveis pelo desmatamento de mais de 60 mil hectares de mata, para a instalação de garimpos ilegais, com uso de substâncias tóxicas e prejuízo ao meio ambiente.

A Polícia Federal chegou a Júnior Garimpeiro por meio da Operação Curimã, realizada com o objetivo de desarticular uma organização criminosa que estaria desmatando extensas áreas e transformando em garimpos ilegais de ouro na região de Centro Novo do Maranhão.

Durante a operação, foram cumpridos 19 mandados de busca e apreensão e cinco de prisão preventiva expedidos pela Justiça, no Maranhão e Pará.

Foram apreendidos dois veículos novos e escavadeiras usadas na retirada ilegal de ouro, 250 munições, oito armas de fogo, um silenciador, dois coletes balísticos e aproximadamente dois quilos de ouro.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.