Coronavírus

Vacina: ministro anuncia dose de reforço para profissionais de saúde

A nova aplicação deverá ocorrer a partir de seis meses da imunização completa dessas pessoas; anúncio ocorreu nesta sexta (24)

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h15
(Vacina Astrazeneca)

Brasília - O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou nesta sexta-feira (24) a inclusão de profissionais da saúde no grupo de pessoas que receberão uma dose de reforço da vacina contra a Covid-19. A nova aplicação deverá ocorrer a partir de seis meses da imunização completa dessas pessoas.

"Acabamos de aprovar a dose de reforço para profissionais de saúde, preferencialmente com a Pfizer, a partir de seis meses após a imunização completa. Essa já é a maior campanha de vacinação da história do Brasil", postou em suas redes sociais.

A orientação da pasta já valia para idosos acima dos 70 anos e imunossuprimidos (pessoas transplantadas, com câncer e outros tipos de doenças graves). Na dose de reforço, a recomendação é usar a vacina da Pfizer-BioNTech ou, na falta deste, os imunizantes da AstraZeneca e da Janssen. As informações são da Agência Brasil.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.