Recuo

Brasil registra menor média móvel de casos e mortes por Covid-19 desde janeiro

Números sobre a situação epidemiológica são enviados diariamente pelas secretarias estaduais ao Ministério da Saúde

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h15
Vacinação é apontada com ´principal fator responsável pela queda das médias móveis de casos e óbitos por covid
Vacinação é apontada com ´principal fator responsável pela queda das médias móveis de casos e óbitos por covid (doses vacina)

A média móvel de casos e mortes por Covid-19 no Brasil chegou ao número mais baixo desde janeiro deste ano. As quedas nas notificações, registradas nesta segunda-feira (02), são reflexo das ações do Ministério da Saúde no combate à pandemia, principalmente da campanha de vacinação, que segue em ritmo acelerado.

A média de óbitos por Covid-19 dos últimos 14 dias chegou a 1,03 mil – é o número mais baixo desde o dia 29 de janeiro. Os números de novos casos também estão diminuindo – a média móvel está em 40,12 mil. É o menor número registrado desde 8 de janeiro.

Os dados estão disponíveis na plataforma LocalizaSUS. O balanço é feito a partir de dados enviados pelas Secretarias Estaduais de Saúde ao Ministério diariamente.

A redução no número de casos e óbitos já é observada nas últimas semanas, de forma progressiva. De 25 de junho a 25 de julho, a média móvel de casos teve queda de 40%. Já quando ao número de óbitos, a redução foi ainda maior, de 42%. Nos últimos 4 meses, houve uma queda 46% na média móvel de casos e de 65% na de óbitos pela Covid-19.

A melhora no cenário epidemiológico do Brasil é consequência, principalmente, da vacinação contra a Covid-19. Até agora, mais de 101 milhões de pessoas já tomaram a primeira dose da vacina, o que representa mais de 63% dos 160 milhões de brasileiros acima de 18 anos. A segunda dose, ou a vacina de dose única, já chegou para mais de 41,5 milhões de pessoas, mais de 25% do público-alvo da campanha.

O Ministério da Saúde já distribuiu mais de 184 milhões de doses para todos os estados e Distrito Federal desde o começo da campanha de vacinação.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.