DOM | Nosso sabor

Receitas de empreendedorismo com gostinho do Maranhão

Rede formada por mulheres que vendiam comida nas janelas do trem de passageiros, lança livro de receitas à base da farinha de mesocarpo de babaçu, com apoio da Fundação Vale
24/07/2021
Quebradeira de coco babaçu

Maranhão - Quando dona Mundica aprendeu a quebrar coco com a mãe, ainda na infância, no interior do Maranhão, nem imaginava que isso poderia levá-la a ser coautora de um livro de culinária, aos 66 anos. É dela a receita de Pudim de Mesocarpo de Babaçu, que está no Livro “Receitas do Babaçu – do Maranhão para sua Mesa”, produzido pela Rede Mulheres do Maranhão, iniciativa da Fundação Vale, e que está disponível no site redemmaranhao.com.br .

Com o nome de registro de Raimunda Andrade Silva, ela mora na comunidade Serra, em Tufilândia, e se orgulha da profissão que sempre garantiu sustento à sua família. A receita de sua autoria tem como ingrediente-base o mesocarpo do babaçu, substância colhida entre o epicarpo e o endocarpo do coco de babaçu, na forma de farinha. É um complemento alimentar rico em amidos, minerais e fibras, sendo por isso indicado para prisão de ventre, colite e obesidade.

Dona Mundica faz parte da Associação Mulheres Mãos de Fibra, que passou a integrar a Rede Mulheres do Maranhão (RMM) em 2019. A RMM, responsável pela publicação do livro de receitas, surgiu a partir de uma iniciativa da Fundação Vale que buscou capacitar e contribuir para a organização produtiva das mulheres com o fechamento das janelas do trem de passageiros. As “bandequeiras”, como eram conhecidas as vendedoras de bandecos de alimentos, passaram por oficinas de capacitação, formaram grupos produtivos e viraram empreendedoras, com atividades produtivas definidas e incentivadas.

Ela é uma delas e garante que desde que passou a integrar o grupo, já fez várias capacitações e obteve bastante aprendizado. “Já fizemos vários cursos. Entre eles, o de empreendedorismo, que me surpreendeu muito. Eu não sabia várias coisas sobre, por exemplo, a maneira certa para comercializar, montar um negócio, fazer cálculos, gestão. Hoje eu já sei como organizar tudo direitinho. Estou com 66 anos e gosto de aprender”.

O livro também foi uma das alternativas de readequação encontradas pela Rede Mulheres do Maranhão em função da pandemia. A forma de oferta dos produtos e de visibilidade foram remodeladas, com incrementos nos canais digitais da Rede Mulheres do Maranhão.

“O livro de receitas como é mais um instrumento de divulgação e visibilidade do trabalho das empreendedoras, e faz parte da estratégia de otimizar as vendas online. A ampliação dos canais de vendas é fundamental, principalmente no contexto de pandemia. A Fundação Vale se orgulha de fazer parte da história da Rede Mulheres do Maranhão, e busca continuar contribuindo para que o potencial dessas mulheres continue a ser valorizado”, explica Marcus Finco, Gerente do Território Norte da Fundação Vale.

...............

Variedade
Além do Pudim com Mesocarpo de Babaçu, a publicação traz várias outras receitas com o fruto da palmeira característica do Maranhão, a exemplo de Manjar de Mesocarpo, Lasanha Cremosa de Frango com Mesocarpo, Mingau de Mesocarpo com Tapioca Grossa e muitas outras opções.

Muitas receitas surgiram de experiências feitas por elas mesmas. “Recebíamos muitas perguntas sobre como usar a farinha de mesocarpo do babaçu, pois o produto não era muito conhecido. Então, em vez de ficar ensinando um a um, pensamos em criar esse livro para orientar os compradores. Fomos improvisando, fazendo testes, tudo por curiosidade para fazer coisas diferentes e gostosas. E deu muito certo! Nesta receita de pudim, por exemplo, a diferença com o tradicional vai ser principalmente o valor nutricional e a cor, que fica com aspecto de achocolatado”, conta.

A proposta de criar uma variedade de pratos e sobremesas trouxe a perspectiva de novos horizontes às empreendedoras. “Com tanta coisa boa que conseguimos criar, hoje fico pensando, quanto mesocarpo a gente queimou, em vez de levá-lo para a mesa das pessoas. Minha expectativa é que as vendas aumentem e que as pessoas do mundo inteiro reconheçam nosso produto, que tem bastante valor nutritivo, e que pode ser usado como suplemento alimentar”, conclui dona Mundica.

SAIBA MAIS

RMM

A Rede Mulheres do Maranhão (RMM) é formada por mais de 200 empreendedoras, empreendedores e quebradeiras de coco babaçu, que encontraram no trabalho coletivo sua fonte de renda. Os negócios atuam em diferentes setores, que vão desde a fabricação de doces, mel, confecção de roupas, beneficiamento e quebra do coco babaçu, castanha de caju, panificação, cultivo de verduras e legumes. Esta iniciativa impacta no desenvolvimento local, contribuindo com a melhoria da qualidade de vida das mulheres e homens pertencentes a rede, através do incremento da gestão, produção, comercialização e no empoderamento das mesmas. O projeto é uma iniciativa da Fundação Vale em parceria com a Mandú Inovação Social e investimento da Wheaton Precious Metals.

.

RECEITA

Pudim de mesocarpo de babaçu

O pudim de mesocarpo de babaçu é uma receita rápida, nutritiva e deliciosa. Vale a pena conferir esta e a diversidade de dicas do livro “Receitas do Babaçu – do Maranhão para sua Mesa” e também o sabor que resulta delas.

Ingredientes

  • 250 g de mesocarpo
  • 1 caixa de creme de leite
  • 1 caixa de leite condensado
  • 500 ml de leite de coco babaçu
  • 3 ovos
  • Raspinhas de casca de limão
  • 3 colheres (sopa) de açúcar para caramelizar
  • 3 colheres (sopa) de água
Modo de preparo

  • - Bata todos os ingredientes no liquidificador por cerca de 5 minutos e depois reserve.
  • - Coloque o açúcar e a água na forma de pudim para caramelizar.
  • - Em seguida despeje o conteúdo do liquidificar na forma e cozinhe em banho Maria.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte