Política | Covid-19

Governadores se posicionam contrários à Copa América

Gestores cobraram ainda agilidade do Governo Federal para a aquisição das vacinas contra a Covid-19
01/06/2021 às 09h14
Governadores se posicionam contrários à Copa AméricaPresidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias, cobrou agilidade do Governo Federal para compra de vacinas contra a Covid-19 (Divulgação)

Representantes do Consórcio Nordeste se manifestaram contrários à promoção, pelo governo brasileiro, da Copa América de Futebol este ano. A competição, inicialmente prevista para acontecer na Argentina e na Colômbia, passou para o Brasil por imposição de entidades organizadoras e, principalmente, da CBF.

Para o presidente da entidade dos governadores, Wellington Dias, que também é governador do Piauí, é preciso agilidade na compra de vacinas, em vez do governo federal se preocupar com competições esportivas.

"É preciso ter a mesma agilidade na realização e viabilização de eventos na compra de vacinas", disse.
Nesta semana, a União anunciou a compra de novos lotes da vacina Pfizer, incluída na imunização nacional.

Recentemente, o Maranhão recebeu um lote de aproximadamente 300 mil doses de vacinas, o que possibilitou a soma de novos grupos na campanha. Enquanto a Prefeitura de São Luís realiza o "Mutirão" da Vacina, o governo maranhense, por sua vez, promove a partir de hoje uma "força-tarefa" em prol de vacinação.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte