PH | COLUNA SOCIAL

Pergentino Holanda

12/05/2021

Há suspeita
Como medida preventiva está sendo feita recomendação aos municípios sobre o uso da vacina de Oxford/AstraZeneca.
As prefeituras estão sendo orientadas para que suspendam temporariamente a aplicação dessa vacina para gestantes e puérperas, que são as mulheres no período de até 45 dias após o parto.
A medida preventiva segue a orientação da Anvisa até que seja esclarecido o óbito de uma gestante após a vacinação com o imunizante – segundo reportagem da Folha de S.Paulo, o chamado “evento adverso” ocorreu no Rio de Janeiro.
A suspensão não significa que a morte tenha relação direta com a vacina, mas, sim, que o caso está sendo investigado.

Agente quilombola
A Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou o Projeto de Lei, de autoria do Poder Executivo, que institui o Programa Agente de Desenvolvimento Rural Quilombola, para disseminar práticas sustentáveis, ampliar as oportunidades de geração de renda e melhorar a qualidade de vida das comunidades quilombolas, por meio da capacitação continuada de jovens.
De acordo com o projeto, o programa será operado por meio da qualificação de jovens com idades entre 18 e 25 anos residentes em comunidades quilombolas de municípios maranhenses.

Agente quilombola...2
O programa será executado pela Secretaria de Estado Extraordinária de Igualdade Racial, em parceria com as secretarias estaduais de Direitos Humanos e Participação Popular, Meio Ambiente e Recursos Naturais, Agricultura Familiar e de Governo, e também com a Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão e Escola de Governo do Estado do Maranhão.
Para viabilizar o desempenho de suas funções, o agente de Desenvolvimento Rural Quilombola receberá auxílio financeiro mensal no valor de R$ 300,00, a ser pago pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular.

Vacina e atraso
A aplicação da segunda dose da Coronavac está suspensa em São Luís para mais de 3.730 pessoas desde o dia 6 de maio. É que, de acordo com a Secretaria Municipal da Saúde, ocorreu um atraso na entrega do imunizante do Instituto Butantan.
As doses que estavam agendadas para os dias 6, 7 e 8 de maio foram reprogramadas para esta quinta-feira, dia 13. Das 3.730 pessoas que tiveram a sua segunda dose reagendada, a maior parte é do grupo de idosos com 63 anos.
O cronograma de vacinação contra a Covid-19 segue em ritmo normal com as vacinas AstraZeneca e Pfizer para primeiras doses e, de segundas doses, com a vacina AstraZeneca.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

Assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte