Geral | Combate e prevenção

Casos de malária caem 10% no Brasil

Ministério da Saúde faz ações estratégicas para a prevenção e o controle da doença que tem 99% dos casos concentrados na região Amazônica
26/04/2021 às 14h34
Casos de malária caem 10% no Brasil. (Reprodução)

Brasília - O esforço do Ministério da Saúde nas ações estratégicas para o enfrentamento da malária gerou resultados positivos nos últimos anos. Em 2020, foram notificados 140.974 casos da doença no país, redução de 10,5% em relação ao ano de 2019, quando foram notificados 157.454 casos. No entanto, os números ainda representam cenário de alerta, principalmente na região Amazônica.

Apesar da redução nos casos de malária, no ano passado, o país registrou aumento de 32,6% nos casos por Plasmodium falciparum, espécie causadora de formas graves da doença. O P. vivax é a espécie mais prevalente, responsável por mais de 80% dos casos de malária no país.

Na semana do Dia Mundial da Malária (25/04), o Ministério da Saúde lança a campanha para orientar a população e os profissionais de saúde sobre a doença, com recomendações para o diagnóstico e tratamento no tempo recomendado, evitando casos graves e óbitos.

Malária no Brasil
Cerca de 99% dos casos de malária no país estão concentrados na região Amazônica, nos estados do Acre, Amazonas, Amapá, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

“Para diminuição dos registros, há a necessidade de garantir a continuidade e fortalecimento das ações de vigilância da doença, melhora na oportunidade no diagnóstico e tratamento, resposta rápida aos surtos, mobilização social e orientação de ações de prevenção da doença para a população, fortalecimento dos níveis locais, além do investimento contínuo, liderança política e do comprometimento de todos os envolvidos nas ações de vigilância, prevenção, controle e eliminação”, destaca o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros.

Ações
Diante de todos os desafios da pandemia de covid-19 em 2020, o Programa Nacional de Prevenção e Controle da Malária (PNCM) conseguiu desenvolver várias ações, como estratégias de prevenção, controle e eliminação da malária.

Um destaque foi a realização de capacitação virtual, com foco nas ações do Projeto Apoiadores Municipais para Prevenção, Controle e Eliminação da Malária, com apoio da Organização Pan-americana de Saúde (OPAS-Brasil). O PNCM também fez visitas técnicas, webconferências e capacitações on-line sobre o guia de tratamento da malária no Brasil junto aos estados, municípios e Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs).

Metas
Na esfera estadual, 15 estados atingiram a meta de redução ou eliminação de malária geral e 20 estados atingiram a meta de redução de malária por Plasmodium falciparum em seu território. No entanto, 164 municípios brasileiros não tiveram redução.

O Brasil lançou, em 2015, o Plano de Eliminação da Malária por Plasmodium falciparum. Em 2021, o PNCM está trabalhando para eliminar a doença no país. Em decorrência do aumento do número de casos registrados em 2017, as metas de redução foram repactuadas com estados, municípios e Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs) em 2019 – o objetivo é reduzir 90% até 2030 e eliminação total da doença até 2035.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte