Cidades | Domingo de Páscoa

Orientação para Domingo de Páscoa é evitar aglomerações

Diferentemente do cenário da Páscoa de 2020, neste ano, com cerca de 6 mil óbitos a mais, causados pela Covid-19, a recomendação é que se evite locais cheios, e que as pessoas celebrem apenas com aqueles com quem moram
Bárbara Lauria / O Estado02/04/2021
Orientação para Domingo de Páscoa é evitar aglomeraçõesÁlcool em gel, distanciamento e higienização são fundamentais em restaurantes (Divulgação / Lucas Ferreira)

São Luís – O Domingo de Páscoa, que será comemorado no dia 4, é um momento de confraternização e reunião de familiares, contudo, neste ano de 2021, com o aumento drástico de casos da Covid-19 no Maranhão, as recomendações são para que os encontros ocorram de forma virtual, evitando um grande número de pessoas em um local.

Em 2020, no mesmo período da Páscoa, que foi comemorado dia 12 de abril, o Maranhão possuía 445 casos confirmados, 27 óbitos e uma taxa de ocupação de 16,66% dos leitos de UTI e de 37,5% dos leitos de enfermaria. Hoje, quase um ano depois, o cenário da Páscoa será comemorado em uma situação completamente diferente, com cerca de 6 mil óbitos a mais.

De acordo com o boletim divulgado no último dia 31 pela Secretária de Estado da Saúde (SES), o Maranhão tem, atualmente, 242.401 casos confirmados, 6.070 óbitos e, com um aumento na procura de leitos em todo o estado, taxa de ocupação de 92,03% (UTI) e 88,03% (enfermaria) apenas na região da Grande Ilha.

“Continuamos em alerta máximo. A situação da pandemia da Covid-19 no Maranhão continua piorando. A situação dos hospitais privados continua de colapso total aqui na Grande Ilha, estão todos com leitos ocupados e filas de espera”, explicou o epidemiologista Antônio Augusto, em vídeo divulgado em suas redes sociais sobre o cenário da pandemia no Maranhão.

Orientações para Páscoa
Tendo em vista o cenário crítico no sistema de saúde, que não está grave apenas no Maranhão, mas também em todo o Brasil, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) lançou uma cartilha com orientações para celebrar o Domingo de Páscoa, enfatizando que “A forma mais segura de celebrar a Páscoa é ficar em casa apenas com as pessoas que moram com você”.

De acordo com a Fiocruz, receber convidados ou celebrar em outro local pode causar a exposição a diferentes níveis de contágio, e que mesmo as medidas de segurança são incapazes de impedir totalmente a transmissão da Covid-19, porém, elas são ideais para reduzir os riscos.

SAIBA MAIS

Orientações para quem for comemorar o feriado em casa

  • Limite o número de convidados de acordo com o tamanho do espaço, permitindo que as pessoas mantenham distância de 2 metros entre si;
  • Oriente seus convidados a levarem suas próprias máscaras;
  • Evite música alta para que as pessoas não tenham que gritar ou falar alto. Caso alguém esteja contaminado com o vírus, lançará um número maior de partículas virais no ambiente;
  • Dê preferência a locais abertos ou bem ventilados. Evite o uso de ar-condicionado;
  • Não deixe que os convidados formem filas para serem servidos;
  • Oriente os convidados a não se sentarem todos reunidos na hora do almoço. Organize espaços separados para pessoas que moram juntas;
  • Tenha sabão e papel para secagem de mãos disponíveis no banheiro;
  • Evite o uso de tolhas de pano;
  • Disponibilize álcool em gel nos ambientes;
  • Utilize lixeiras com pedais para que as pessoas descartem seus lixos sem precisar colocar as mãos na tampa. Lave as mãos após esvaziar a lata de lixo.
Celebração nas Igrejas

De acordo com o decreto estadual nº 36.630, até o dia 4 de abril, as casas religiosas de São Luís poderão funcionar com até 50% da capacidade total para evitar aglomerações durante o feriado. Tendo isso em vista, a Arquidiocese de São Luís optou por operar com 30% da capacidade e seguindo as seguintes medidas para os próximos dias da Semana Santa:

  • A Missa do Crisma fica adiada sine die.
  • O tradicional rito do Lava-pés, na Missa da Ceia do Senhor, será omitido.
  • A veneração da Santa Cruz, na Celebração da Paixão do Senhor, será feita com uma simples genuflexão, suspendendo o beijo da Santa Cruz.
  • A preparação e acendimento do fogo, na Vigília Pascal no Sábado Santo, serão omitidos. O Círio Pascal será aceso sem o ritual de costume, seguindo-se a proclamação da Páscoa.
  • O Domingo de Páscoa será celebrado conforme as orientações para as Missas dominicais.
  • Quanto ao Sacramento da Penitência, não se poderá realizar o chamado "mutirão de confissões". Os párocos estabeleçam e comuniquem aos fiéis da sua paróquia dias e horários para atendê-los, observando-se o devido distanciamento social e o uso de máscara.
Confraternizações em estabelecimentos

Ainda devido ao cenário atual, o Governo Estadual anunciou, no último dia 26, decreto para garantir a segurança da população e evitar a propagação do Coronavírus. Em São Luís, os restaurantes que abrirão no Domingo de Páscoa para os tradicionais almoços em família deverão respeitar os protocolos divulgados pela Secretária de Saúde.
De acordo com o decreto:

  • Lanchonetes, restaurantes, praças de alimentação e similares localizados no território da Ilha de São Luís, não podem ultrapassar 50% da capacidade física do ambiente;
  • As atividades só podem iniciar a partir das 9h e finalizar até as 21h;
  • São permitidos apenas 6 pessoas por mesa;
  • Serviços de Delivery podem funcionar até as 23h.
  • A Fiocruz ainda ressalta as seguintes orientações para quem for celebrar o feriado em estabelecimentos:
  • Use máscara sempre que não estiver comendo ou bebendo;
  • Tenha um saco para guardar a máscara quando estiver comendo ou bebendo e a mantenha limpa e seca entre os usos;
  • Tenha uma máscara limpa extra, para o caso de necessidade de troca (tempo de uso, umidade ou sujeira);
  • Evite aglomerações e mantenha a distância de, pelo menos, 2 metros entre os participantes;
  • Evite apertos de mão ou abraços;
  • Dê preferência a locais abertos ou bem ventilados. Evite o uso de ar-condicionado;
  • Lave as mãos com frequência durante o evento com água e sabão ou use álcool;
  • Não compartilhe objetos, como talheres ou copos;
  • Após tocar em objetos que estejam sendo compartilhados com outros convidados (ex: utensílios para servir a comida, jarras e garrafas), lave as mãos com água e sabão ou álcool.
Fiscalização
De acordo com o Governo Estadual, Neste feriado de Páscoa, as fiscalizações continuam verificando a adequação dos estabelecimentos quanto ao cumprimento dos horários permitidos de funcionamento, assim como em relação às medidas sanitárias.

As ações de fiscalização da Vigilância Sanitária Estadual, em parceria com o Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Procon, estão sendo realizadas diariamente, em três turnos, todos os dias da semana, incluindo sábados, domingos e feriados, tendo como foco a verificação dos protocolos sanitários de enfrentamento da pandemia da covid-19 vigentes, assim como a busca por estabelecimentos que estejam descumprindo as restrições previstas no decreto estadual.

As ações atuais estão acontecendo nos municípios da Grande Ilha de São Luís e, mediante solicitação de apoio dos demais municípios, considerando que as fiscalizações também são de responsabilidade das vigilâncias sanitárias municipais. Todo o tipo de estabelecimento está passível de inspeção para verificação do cumprimento dos protocolos sanitários e decretos vigentes.

Quem descumprir as medidas, poderá ser advertido, em um primeiro momento, ou multado. A multa poderá variar entre R$ 2 mil a R$ 1,5 milhão, dependendo da gravidade da infração e da capacidade econômica do infrator. Os estabelecimentos que descumprirem as regras também poderão ser interditados parcialmente ou totalmente.

NÚMEROS

445 casos confirmados até o dia 12 de abril de 2020

27 óbitos até o dia 12 de abril de 2020

16,66% de ocupação de leitos de UTI, até o dia 12 de abril de 2020

37,5% de ocupação de leitos de enfermaria, até o dia 12 de abril de 2020

242.401 casos confirmados até o dia 31 de março de 2021

6070 óbitos até o dia 31 de março de 2021

92,03% de ocupação de leitos de UTI, até o dia 31 de março de 2021

88,03% de ocupação de leitos de enfermaria, até o dia 31 de março de 2021

Comparação: Casos de Covid-19 durante o período da páscoa de 2020 e 2021

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte