Política | Covid-19

Com mais de 96% de ocupação de leitos em Imperatriz, Dino prevê novo hospital de campanha amanhã

Nas redes sociais, o governador do Maranhão anunciou unidade hospitalar no momento que restam somente dois leitos de UTI disponíveis na segunda maior cidade do estado
08/03/2021 às 00h00
Com mais de 96% de ocupação de leitos em Imperatriz, Dino prevê novo hospital de campanha amanhãNo Maranhão já funciona o hospital de campanha de Bacabal, que foi possível por doação do governo dos Estados Unidos (Divulgação)

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), prevê para esta terça-feira, 9, a entrega de um novo hospital de campanha. A unidade, específica para pacientes com Covid-19, está sendo montada em Imperatriz, segunda maior cidade do Maranhão.

De acordo com o comunista, a montagem da estrutura está sendo finalizada. "Últimos dias de montagem do Hospital de Campanha do @GovernoMA em Imperatriz. Previsão é de funcionar na terça-feira”, destacou Dino nas redes.

Este é o segundo hospital de campanha inaugurado no Maranhão em meio à segunda onda da pandemia do novo coronavírus no Maranhão. Em fevereiro, foi inaugurada uma unidade em Bacabal, a partir de uma doação dos Estados Unidos.

Boletim

Segundo o boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (SES) do domingo, 7, 96,72% dos leitos de UTI em Imperatriz exclusivos para Covid-19 estão ocupados. Ou seja, dos 61 leitos deste tipo disponíveis, 59 estão ocupados. Dos leitos clínicos na cidade, a ocupação é de 95,65%.

Na ilha de São Luís, a ocupação é de 94,47% para leitos de UTI restando desocupados do total de 179, apenas nove. Dos leitos clínicos, a situação da ilha é semelhante: 94,15% de ocupação restante livre somente 24 leitos na rede pública estadual.

No domingo, 7, foram registros 288 novos casos em todo o Maranhão. No total, 10.913 casos ativos da doença no estado e um total de 5.275 óbitos em decorrência da Coivid-19.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte