Política | Pandemia

Justiça nega pedido de lockdown no Maranhão

Decisão foi tomada na manhã desta quinta (11) em audiência de conciliação da Vara de Interesses Coletivos e Difusos
José Linhares Jr / Da Editoria de Política11/02/2021 às 10h55
Justiça nega pedido de lockdown no MaranhãoPresentes decidiram, por unanimidade, indeferir pedido de lockdown (Paulo Soares)

SÃO LUÍS - O pedido da Defensoria Pública do Maranhão de decretação de lockdown em todo o Maranhão foi negada na manhã desta quinta (11) pelo Justiça. A decisão foi tomada pelo juiz da Vara de Interesses Coletivos e Difusos, Douglas de Melo Martins.

Os defensores pediam que a medida fosse aplicada por 14 dias para todos os 217 municípios do Maranhão. A petição foi protocolada na 1ª Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, responsável por conceder, em maio de 2020, pelo pedido de lockdown para os quatro municípios da Grande Ilha (São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa).

Martins havia convocado uma audiência de conciliação para a manhã de hoje de forma presencial e on-line. Ela fora conduzida pelo procurador-geral de Justiça do MP-MA, Eduardo Jorge Hiluy Nicolau, e pelo próprio juiz.

Apesar da falta de vários representantes de vários municípios, os presentes concordaram na audiência de conciliação em não decretar o lockdown no Maranhão. “A minha posição no momento é de indeferir esse pedido [de lockdown]”, disse Martins.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte