Cidades | Temporal

Dois ônibus ficam presos no Angelim, após asfalto ceder

Trânsito ficou congestionado no local; asfalto cedeu depois de forte chuva que ocorreu na tarde desta quinta-feira (11)
Kethlen Mata/ O Estado11/02/2021 às 15h12
Dois ônibus ficam presos no Angelim, após asfalto cederos dois ônibus ficaram atolados onde o asfalto cedeu (Reprodução)

São Luís – Dois ônibus ficaram presos em um trecho da Av. Jerônimo de Albuquerque, por volta das 14h desta quinta-feira, 11. O asfalto do local acabou cedendo, após forte chuva, deixando dois veículos atolados.

Com o ocorrido o trânsito na região ficou, praticamente, parado. Ainda não há informações se os ônibus foram retirados do local, mas o tráfego na região continua lento.Os dois ônibus estavam seguindo no sentido centro.

Em nota, a Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT) informou que agentes de trânsito estão em pontos estratégicos da Avenida Jerônimo de Albuquerque, orientando os condutores até que a Agência Executiva Metropolitana (Agem), órgão do Governo do Estado responsável pela obra, conclua os reparos no local. A SMTT estabeleceu três alternativas de fluxo de tráfego para evitar maiores transtornos.

Confira a íntegra da nota da SMTT

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT) informa que agentes de trânsito permanecerão em pontos estratégicos da Avenida Jerônimo de Albuquerque, orientando os condutores até que a Agência Executiva Metropolitana (Agem), órgão do Governo do Estado responsável pela obra, conclua os reparos no local. A SMTT estabeleceu alternativas de fluxo de tráfego pelas seguintes rotas:

Alternativa 1 – Sentido Cohab – Angelim pode desviar pela Avenida São Sebastião - sentido Anil ou pela Avenida São Luís Rei de França, no sentido do Shopping Rio Anil;

Alternativa 2 – Sentido Cohama – Angelim desviar pela alça do Shopping da Ilha para o Bequimão

Alternativa 3 – Sentido Cohama – Angelim para quem vai para outros bairros pelo Bequimão, desviar pela Avenida Daniel de La Touche – Ponte do Caratatiua – Franceses.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte