DOM | Saúde e bem-estar

Arteterapia e ambiente humanizado ajudam na recuperação de paciente no HSLZ

Enquanto esteve na UTI do hospital, Marcos Dominici pode fazer desenhos, passatempo que o ajudou a relaxar e se sentir melhor; arte será emoldurada e ficará como lembrança
05/12/2020
Arteterapia e ambiente humanizado ajudam na recuperação de paciente no HSLZDivulgação

São Luís - Um fim de semana em família se tornou um pesadelo para o diretor teatral e professor de arte da rede estadual e privada de ensino de São Luís, Marcos Dominici. Ele estava visitando a cidade de Morros no feriado do último dia 8 de setembro, quando aconteceu um acidente bobo, mas que o prejudicou muito.

“Fui estacionar meu veículo junto a outros carros, em uma área com rio e banho. Ao sair do carro, não prestei atenção ao terreno e quando pisei o solo da estrada de piçarra cedeu, me desequilibrei e cai em uma pequena ribanceira. Na queda torci meu pé, fraturei a fíbula e desloquei os ossos do tornozelo. Mas o pior é que só fui perceber a gravidade dessa torção 10 dias depois”, conta o professor.

Quando percebeu o problema Marcos Dominici buscou atendimento médico e em outubro desse ano precisou fazer uma cirurgia na perna, em função do agravamento do caso. Nesse procedimento, ele teve atendimento em um hospital da rede privada da cidade, pois não lembrou que, como servidor estadual, teria direito ao atendimento no Hospital São Luís (HSLZ), que é voltado ao atendimento exclusivo de servidores contribuintes do Fundo de Benefício de Servidores do Estado do Maranhão (Funben), e está localizado na Cidade Operária, sob a gestão do Grupo Mercúrio.

Mas, o caso ainda ficaria mais grave, quando em novembro, como consequência da cirurgia e por estar com certo tempo sem a devida movimentação da perna, ele sofreu uma trombose e embolia pulmonar; o que por muito pouco não causou também um infarto fulminante.

Desta vez, às pressas, Marcos Dominici foi internado no HSLZ, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde permaneceu por quatro dias, até ter o quadro clinicamente estabilizado e fora de risco. Apesar da gravidade, ele esteve o tempo todo acordado e consciente, o que tende a aumentar o stress que um paciente vem a sofrer em ambientes como uma UTI.

Humanização
Mas, Marcos Dominici se beneficiou do atendimento humanizado do HSLZ e, ao conversar com médicos e enfermeiros, pediu e foi atendido com papel e caneta, para passar o tempo desenhando, já que possui essa habilidade, a qual ele usa para, profissionalmente, montar cenários.

“Essa foi a forma que encontrei para relaxar um pouco e não ficar parado, sem fazer nada. Um ambiente fechado, como é uma UTI, sempre é estressante. Mas, ao me ocupar fazendo algo que gosto, ajudou a passar o tempo e me aliviou”, relata.

Entre outros temas, Marcos Dominici exercitou seu poder de observação, para desenhar também as paisagens que tinha à vista. A Grande Sala da UTI, onde ficam concentrados os leitos de pacientes e as bancadas de trabalho dos médicos e enfermeiros, além dos equipamentos de suporte das UTIS 01 e 02 do HSLZ.

Ao receber alta do hospital, o paciente surpreendeu o staff e a diretoria do HSLZ, ao dar de presente esses desenhos que, pela riqueza dos detalhes, são consideradas obras de arte. O presente foi acompanhado de muitos elogios ao alto nível de atendimento e atenção que Marcos Dominici disse ter recebido, durante todo o tratamento no hospital.

“Esse foi meu primeiro contato com o HSLZ e fiquei muito bem impressionado com o atendimento humanizado de todos os médicos e enfermeiros, diretoria de Enfermagem e a coordenação da UTI. Eles não apenas salvaram a minha vida, mas conseguiram tornar meu tempo na UTI uma experiência mais leve”, agradeceu Marcos Dominici.

O diretor do HSLZ, Plínio Valério Tuzzolo, recebeu das mãos do paciente o presente na forma de desenho, que será emoldurado e exibido, com carinho, na sede do hospital:

“Essa é a nossa maior recompensa, salvar vidas. Estamos completando agora em novembro nove anos e esse foi o melhor presente que poderíamos receber. Desde 2011, quando foi inaugurado, a missão do HSLZ é dar respostas de excelência máxima a cada paciente que busca os serviços médicos dessa instituição. E não por acaso, a aprovação dos servidores e seus familiares tem sido crescente. E ao longo desses anos, o Hospital São Luís teve um crescimento exponencial de serviços e estrutura. Prestamos atendimentos em pronto socorro; internações clínicas e cirúrgicas além da UTI e Unidade de Internação”, declarou.

E prosseguiu: “O volume é enorme de atendimentos mensais: são cerca de 19 mil consultas ambulatoriais realizadas, e em média 125 mil exames laboratoriais e de diagnóstico por imagem, por exemplo. Mas para cada paciente que aqui entra nosso foco é o mesmo, prestar o serviço mais eficiente e mais humanizado possível. E isso se deve à dedicação máxima de uma ampla multidisciplinar da qual temos muito orgulho”.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte