Esporte | Na bronca

Moto reclama de proibição para reconhecimento do Nhozinho Santos

De acordo com a direção, em contato com a Semdel, a autorização não será concedida, já que o órgão municipal alega que o campo precisa ser preservado
Thiago Bastos / O Estado 02/09/2020 às 15h32
Moto reclama de proibição para reconhecimento do Nhozinho SantosGramado teve as linhas demarcadas na manhã desta quarta-feira (Divulgação)

O Moto Club reclama da proibição para o reconhecimento do gramado do Estádio Nhozinho Santos, que deve ser reaberto no sábado (5) para a partida entre São José e o rubro-negro pelas semi-finais do Campeonato Maranhense. De acordo com a direção, em contato com a Semdel, a autorização não será concedida, já que o órgão municipal alega que o campo precisa ser preservado.

Hoje pela manhã (2) foram feitos os últimos ajustes do estádio. O campo, por exemplo, recebeu a demarcação das linhas de centro e laterais. Na noite de terça-feira (1º) foram feitos ainda testes na iluminação que, apesar de aprovada, não será usada aparentemente na reinauguração, já que o jogo de abertura será a tarde.

Enquanto isso, Moto e São José se preparam para o jogo. Do lado do Papão, o volante Amaral deverá ser a novidade na escalação. Em contrapartida, não conta com o seu centroavante Jeorge Hamilton.

Já o time balneário não contará com Gabriel Popó, seu melhor jogador. Ilhinha deverá ser seu substituto.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte