Auxílio

Pesquisadores auxiliam a implantação da Lei Aldir Blanc no Quilombo Saco das Almas

Comitê de Implementação da Lei Aldir Blanc, no Quilombo Saco das Almas já atua há mais de cinco anos na comunidade quilombola

Com informações da UFMA

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h19
Comitê tem realizado reuniões na comunidade quilombola
Comitê tem realizado reuniões na comunidade quilombola (saco das almas)

SÃO BERNARDO - No dia de 29 de junho de 2020, foi decretada a Lei nº 14.017, mais conhecida como Lei Aldir Blanc, com o objetivo de promover ações para garantir uma renda emergencial para trabalhadores da Cultura e manutenção dos espaços culturais brasileiros durante o período de pandemia do Covid‐19.

Em 28 de julho de 2020, o Grupo de Estudos e Pesquisas em Meio Ambiente, Desenvolvimento e Cultura (GEPEMADEC), da Universidade Federal do Maranhão, Câmpus de São Bernardo, coordenado pelo professor Dr. Josenildo Campos Brussio, criou um Comitê de Implementação da Lei Aldir Blanc, no Quilombo Saco das Almas, visto que o grupo de pesquisa atua há mais de 5 anos na comunidade quilombola e atua diretamente com a catalogação, estudos e análises das atividades culturais dos quilombolas.

O Comitê de Implementação da Aldir Blanc no Quilombo Saco das Almas, no município de Brejo-MA, com a colaboração de pesquisadores de diversas instituições e estados: a rede de Turismo e Sustentabilidade, com a professora Lore, da UFRN e Germana Karla, da UFPB; o Paraíba Criativa do professor Piva, da UFPB; o GEPPaC, com Daciléia Ferreira, Conceição Belfort e Kláutennys Cutrim, colaboradores: professor István Varga (UFMA-São Luís), Luciana Ferreira (UFMA-São Luís), Fernando Antônio Duarte Barros Júnior (IEPP- FUNDAJ), de Recife-PE e o GEPEMADEC, com o professor Josenildo e os professores Sylvana Marques, Mateus Barros, Tatiana Colasante, além dos bolsistas Daline Brito, Antônia Cléia, Gláucia Moraes, Dineibergue Sousa e Tamyres Martins.

“Os participantes principais deste comitê são os representantes do quilombo Saco das Almas, com a presença de D. Dudu (líder da Vila das Almas), Marcos (presidente da Associação da Vila das Almas) e demais da associação: Fagner, Ana Maria, Giselle, Daniel, Vitalino, entre outros”, enfatizou Josenildo.

Com quase um mês de reuniões e atividades, o Comitê já ajudou a comunidade a realizar o levantamento e cadastramento dos artistas e grupo artísticos do quilombo. “O Comitê está ajudando na construção de um Plano de Ação Cultural de inclusão da comunidade nos incisos II e III da Lei Aldir Blanc, de forma a facilitar o trabalho do município de Brejo na alimentação do cadastro da Plataforma + Brasil, nas qual devem ser implantados os planos de ação de cada município para persecução do benefício emergencial”, explicou.

O comitê realizará sua próxima reunião no dia 28 de agosto de 2020, às 16h, com convites realizados aos secretários de cultura dos municípios de Brejo, Santa Quitéria do Maranhão e São Bernardo. “A ideia é ampliar as parcerias de ajuda, conscientização e orientação dos gestores e agentes culturais no processo de implementação da Lei. Nessa terça-feira, 25, foi realizada uma LIVE, às 9h, na página do Facebook do GEPEMADEC, para o público em geral esclarecer dúvidas sobre quem faz jus aos recursos da Aldir Blanc. O conteúdo ficará disponível na página para quem quiser acessar depois”, disse.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.