Geral | Conscientização

Projeto debate a prevenção da violência contra a mulher no MA

Vara da Mulher leva Projeto "Não Morra Maria da Penha" à Cidade Operária
04/02/2020 às 14h17
Projeto debate a prevenção da violência contra a mulher no MAProjeto de conscientização será levado à Cidade Operária (violência contra a mulher)

SÃO LUÍS- A 2ª Vara da Mulher de São Luís e parceiros institucionais vão promover ações do Projeto “Não Morra, Maria da Penha” junto à comunidade do bairro da Cidade Operária, em São Luís, no período de 9 a 15 de fevereiro. Serão sete dias de ações de comunicação, prevenção e conscientização na comunidade, com o apoio de diversos órgãos vinculados à Rede de Proteção à Mulher.

O objetivo do projeto é fortalecer a Rede de Proteção à Mulher com a estratégia de busca ativa de mulheres em situação de Violência Doméstica e Familiar em São Luís e Bacabal. Com base nessa proposta, o Poder Judiciário e parceiros institucionais integram diversas ações articuladas, extensivas e progressivas, com a participação da comunidade, de modo que as ações conjuntas dos órgãos tenha efetividade e integralidade.

O Projeto “Não Morra Maria da Penha” é de iniciativa da juíza da 2ª Vara da Mulher de São Luís, Lúcia Helena Barros Heluy e pelo servidor José William Ferreira da Silva, da comarca de Bacabal. Será levado a 12 bairros, sendo a Cidade Operária o primeiro a receber as ações.

Dentre as ações previstas, o projeto pretende organizar e articular o projeto nos territórios, constituindo os comitês de articulação, operacional e executor; capacitar agentes e fortalecer os órgãos que integram a Rede de Proteção à Mulher por meio de seminários, oficinas, palestras e rodas de conversas; capacitar equipe multidisciplinar para atendimento personalizado e humanizado à mulher; fomentar a criação de grupos reflexivos; realizar busca ativa da mulher em situação de violência doméstica e familiar, com a ampla divulgação de ações e políticas; disseminar informações em cartazes, banners, flyers e cartilhas; realizar palestras em escolas e associações e desenvolver campanha preventiva por meio de comunicação visual.

Programação

As ações na Cidade Operária serão iniciadas no dia 9, às 9h, na Paróquia São João Calábria e Divina Providência, com a distribuição de material informativo e educativo sobre o projeto. No dia 10, haverá reuniões na Igreja Verbo da Vida, às 15h, e na Igreja São João Calábria, às 19h. No dia 11, será realizada, numa parceria entre a UEMA e a ESMAM, o Seminário “Não Morra, Maria da Penha”, no auditório do campus da UEMA, às 14h. No dia 12, o mesmo seminário acontece no Centro São José Operário, no mesmo horário.

No dia 14 será realizada a caminhada “Não morra Maria da Penha”, pelas ruas da Cidade Operária, com concentração em frente à Paróquia São João Calábria e saída a partir das 15h. E no encerramento da semana, dia 15, será realizado o “Dia da Mulher Cidadã”, com a oferta de vários serviços na Praça do Jardim América, com a participação da 2ª Vara da Mulher de São Luís, e carretas da Defensoria Pública, CEJUSC, Mulher e PROCON.

Parceiros

O projeto da 2ª Vara da Mulher de São Luís tem o apoio institucional na realização do Tribunal de Justiça do Maranhão/Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (CEMULHER), Corregedoria-Geral da Justiça, Escola Superior da Magistratura do Maranhão (ESMAM) e Casa Abrigo. E como parceiros: Governo do Estado, Defensoria Pública, Casa da Mulher Brasileira, Delegacia Especializada da Mulher, Ministério Público estadual, Procuradoria da Mulher, Coordenadoria Municipal da Mulher de São Luís (CMM), Associação Brasileira das Mulheres de Carreira Jurídica/MA, Conselho Municipal da Condição Feminina e Fórum Maranhense de Mulheres, Prefeitura Municipal, OAB e Polícia Militar, CRAS, CREA, dentre outros.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte