Economia | Constatação

Inflação para famílias com renda baixa subiu no fim de 2019, segundo a FGV

Resultado indica que o peso das despesas é maior para essas famílias do que para a média das famílias brasileiras; dados são da Fundação Getulio Vargas (FGV)
06/01/2020 às 15h16
Inflação para famílias com renda baixa subiu no fim de 2019, segundo a FGVCusto das famílias que ganham pouco aumentou, aponta levantamento (Reprodução)

SÃO PAULO - O Índice de Preços ao Consumidor Classe 1, o IPC-C1, que mede a inflação para as famílias com renda de até dois salários mínimos e meio subiu 0,93% no último mês de 2019. As informações foram divulgados pela Agência Brasil.

O crescimento foi de 0,37 ponto percentual em relação ao mês de novembro. O resultado indica que o peso das despesas é maior para essas famílias do que para a média das famílias brasileiras, já que o IPC-BR, para o mesmo período, teve uma variação de 0,77%. Os dados são da Fundação Getulio Vargas (FGV).

Nos últimos 12 meses a inflação para as famílias de menor renda ficou em 4,60%, enquanto o índice geral registrou 4,11%.

Quatro das oito classes de despesas pesquisadas para o IPC-C1 apresentaram inflação com destaque para Alimentação, que subiu de 0,60% para 3,08%. Também ficaram mais caras as despesas com Transportes, Saúde e Cuidados Pessoais e Vestuário.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte