Política | Sanção

Bolsonaro sugere sanção ao fundo eleitoral e se diz 'escravo da Constituição'

Presidente sancionou fundo eleitoral aprovado pelo Congresso Nacional no valor de R$ 2 bilhões ao Orçamento de 2020; dinheiro será utilizado para bancar as eleições municipais deste ano
04/01/2020

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro voltou a sinalizar nesta sexta-feira, 3, que deve sancionar o fundo eleitoral de R$ 2 bilhões ao Orçamento de 2020. Ele disse que essa "bomba" estourou no seu colo. "Sou escravo da Constituição" O presidente tem feito acenos a sua militância para convencer que é contra o uso do fundo, mas que para não cometer crime de responsabilidade terá de aprová-lo.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte