Estado Maior

Preocupação

23/12/2019

O Sindicato Rural de Imperatriz divulgou, ontem, nota pública em que expõe preocupação de produtores rurais com o imposto criado pelo governador Flávio Dino (PCdoB) que vai taxar, a partir de 2020, em 3% a tonelada da soja, do milho, do milheto e do sorgo produzidos e transportados no estado do Maranhão.

O imposto foi criado por um projeto de lei aprovado no Legislativo Estadual e já sancionado por Dino, no Palácio dos Leões.

Para os produtores, há gravidade no caso. Na nota, o sindicato afirma que já tomou a iniciativa de procurar outras entidades de classe da região, tais como a Aprosoja de Balsas, a Associação comercial de Imperatriz, outros sindicatos rurais do estado e grandes produtores de grãos. O objetivo é levar ao governador a insatisfação do setor e a preocupação com o ônus criado pela máquina administrativa, que vai penalizar milhares de produtores.

“Para tanto, já foi por nós requerido uma data para uma audiência junto ao governador, e tão logo seja marcada e designada uma reunião com esta finalidade estaremos repassando a informação aos amigos para montarmos uma comitiva representativa em defesa de nossos interesses se fazendo presente na audiência a ser marcada”, destaca trecho da nota.

A taxação em 3% do valor da tonelada de produtos agrícolas foi instituída pela Lei 11.184, sancionada pelo chefe do Executivo e publicada na edição do dia 11 deste mês do Diário Oficial do Estado para vigorar a partir de 1º de janeiro de 2020.

Que feio

O senador Weverton Rocha (PDT) deu uma declaração carregada de preconceito, falta de bom senso e de sensibilidade no último fim de semana, ao tratar do processo eleitoral de 2020.

Em entrevista a uma rádio, ele disse que o “próximo prefeito não pode ser autista, achando que sozinho vai resolver o problema”.

Uma postura lamentável. Rocha representa não somente o povo do Maranhão, mas toda uma nação, ao ocupar uma cadeira no Senado da República.

Repúdio

Em resposta, a Associação dos Amigos do Autista do Maranhão divulgou uma nota de repúdio ao pedetista, que comanda a articulação política pela sucessão de Edivaldo Júnior em São Luís.

A associação exigiu uma retratação pública de Weverton Rocha e disse que as declarações não ajudam os pais que lutam diariamente por respeito, inclusão social e empoderamento.

A entidade também se colocou de portas abertas para dialogar com toda e qualquer pessoa que ainda desconhece o Transtorno Espectro Autista.

Desculpas

Por meio de nota divulgada à imprensa, Rocha afirmou que usou o termo “muito inadequadamente”.

Ele explicou que pediu desculpas após o episódio e disse que tem uma funcionária no seu gabinete que é militante do movimento em defesa da causa dos autistas.

“Tenho uma irmã deficiente auditiva e sei a luta dela, e tenho vários projetos em defesa das pessoas com deficiência e autistas. Peço mais uma vez desculpas por usar inadequadamente o temo”, pontuou. Realmente, uma fala desnecessária.

Aporte

O deputado federal Aluisio Mendes fez visita de cortesia à Superintendência da Polícia Federal no Maranhão e tratou de investimentos para a instituição.

Na oportunidade, ele tratou do aporte de R$ 50 milhões assegurado à PF por meio de emenda na Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional.

“Parte desse recurso será utilizado para a construção da sede própria da SR/PF/MA, que há anos funciona em imóvel alugado, com custo de quase R$ 2 milhões anuais aos cofres públicos”, disse.

Nas bases

Deputados federais e senadores que integram a bancada maranhense no Congresso Nacional têm aproveitado o recesso parlamentar para visitar suas respectivas bases políticas.

São agendas em municípios do interior do estado e que compõem a Região Metropolitana de São Luís para o fortalecimento de projetos, visando às eleições municipais de 2020.

As agendas também se concentram na articulação de partidos políticos.

De olho

R$ 2.430.000,00 é o valor do crédito suplementar aberto pelo Governo do Estado à pasta de Cidades e Desenvolvimento Urbano, comandada por Rubens Júnior

Na disputa

O ex-prefeito de Imperatriz Ildon Marques (PP) confirmou a sua participação ativa no processo eleitoral de 2020 na cidade da Região Tocantina.

Em entrevista à rádio Mirante FM, ele assegurou pré-candidatura a prefeito.

“Sou pré-candidato a prefeito de Imperatriz, pois a legislação não permite dizer que sou candidato”, resumiu.

E mais

- O prefeito Edivaldo Holanda Júnior gravou mensagem de Natal e afirmou se alegrar em “honrar compromissos” que assumiu.

- Se arrasta há anos a obra municipal de reforma do Hospital da Criança, na Alemanha.

- O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Osmar Filho, deve abrir mão da disputa pelo comando do Executivo.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte