Cidades | Inovações tecnológicas

Ciência e tecnologia viram atração no primeiro dia do Universo IFMA

Maior evento científico do IFMA teve início hoje (12) e vai até quinta-feira (14), no Campus São Luís-Monte Castelo
12/11/2019 às 17h36
Ciência e tecnologia viram atração no primeiro dia do Universo IFMAEstudantes experimentaram utilizar óculos de realidade virtual no estande do Planeta Inovação (Divulgação)

Mostra de experimentos científicos, exibição de tecnologias, maratona de programação. Essas foram algumas das atividades que atraíram o público para o Universo IFMA na manhã desta terça-feira (12), primeiro dia do maior evento da instituição. Cerca de 1.200 estudantes se inscreveram para participar da programação, que ocorre até esta quinta-feira (14) no Campus São Luís-Monte Castelo.

O credenciamento teve início por volta das 8h. Os participantes se distribuíram por corredores, salas de aula, auditórios, pátios, estantes e laboratórios para acompanhar as atividades, que incluem mostras, palestras, minicursos, oficinas, comunicações orais, rodas de conversa, mesas redondas, exposições e apresentações culturais, exposição de plataformas digitais e apresentações especiais.

No estande dedicado ao Planeta Ensino, estudantes disputaram espaço para acompanhar as demonstrações de experimentos de física famosos. Os alunos do Curso de Licenciatura em Física do Campus São Luís-Monte Castelo apresentaram o funcionamento do Pêndulo de Newton e de interações magnéticas que permitem a um objeto como um metrô flutuar, entre outras experiências.

Eles também utilizaram raios de luz vermelha em um experimento óptico para mostrar como se formam as imagens de espelhos côncavos e convexos. Houve ainda exposição de bonecos que representavam personalidades famosas do mundo da física, como Albert Einstein e Isaac Newton. Já a aluna Joseilce Rose comandou um jogo feito de materiais reutilizados que atraiu participantes para aprender um pouco de Física. “É uma demonstração de como se ensinar Física básica de um jeito fácil e divertido”, explicou.

No espaço Planeta Inovação, a oportunidade de testar os óculos de realidade virtual atraiu o público. Para o estudante surdo Roberth Ribeiro, do Curso Técnico em Eletrônica do Campus São Luís-Monte Castelo, a experiência conseguiu ser realista e diferente de tudo o que ele já havia experimentado. “É muito interessante. Temos a impressão de que estamos de fato participando do filme. Foi bem impressionante”, relatou.

No Planeta Pesquisa, o ex-aluno da instituição Gabriel Sousa mostrou o aplicativo da Editora IFMA criado por ele. Segundo explicou, o App tem uma série de recursos que garantem a proteção do conteúdo digital dos autores, com base em DRM Social, um dispositivo antipirataria que protege contra o compartilhamento ilegal de e-books. “Com o uso dos livros digitais, os autores precisam se preocupar com a pirataria, com a segurança do conteúdo científico criado por eles. A intenção do aplicativo é inibir a distribuição indevida”, comentou Gabriel Sousa.

Pesquisa para o desenvolvimento institucional
Durante o Universo IFMA, também foi apresentado o Projeto Institucional Perfil do Pesquisador, vinculado aos editais de fomento da Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (PRPGI). Segundo a diretora de Pesquisa da PRPGI, Lígia Ferreira, trata-se de um projeto que compila dados sobre pesquisa aplicada no próprio IFMA. No total, foram mapeadas 33 pesquisas aplicadas na instituição. “O objetivo foi mapear as pesquisas aplicadas produzidas pela instituição com aplicação própria, para socializar os dados e melhor gerenciar os recursos de Bolsa de Desenvolvimento Institucional”, relatou.

Entre os projetos, tem destaque a pesquisa “Acessibilidade na Biblioteca João do Vale: estudo sobre acessibilidade na biblioteca do Instituto Federal do Maranhão Campus Pedreiras”, orientado por Andrea Cristina Perreira Serrão e produzido pelas bolsistas Ludimylla Victoria de Araujo Reis da Silva e Paula Jordania Soares da Silva. “Esse é um bom exemplo de projeto voltado para o desenvolvimento institucional. É uma pesquisa que traz uma proposta de aplicação bem definida, que colabora com o desenvolvimento do IFMA”, disse Lígia Ferreira.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte