Esporte | Reforma

Nhozinho Santos terá cabines de Rádio e TV modernizadas

O Estádio de 69 anos passa por uma grande reforma de estrutura e modernização e deve ser entregue em janeiro de 2020
02/11/2019
Nhozinho Santos terá cabines de Rádio e TV modernizadasJornalistas foram recebidos pelo secretário de esportes (Márcio Henrique)

São Luís - O que era para ser apenas uma visita as obras nas cabines de rádio e TV, que estão em reforma, acabou virando uma vistoria às obras de modernização do Estádio Nhozinho Santos, na manhã de ontem (1º). O convite foi feito pelo titular da Secretaria Municipal de Desportos e Lazer (Semdel), Rommeo Pinheiro, ao presidente da Associação dos Cronistas e Locutores Esportivos do Maranhão (Aclem), Tércio Dominici, que o estendeu aos demais órgãos de imprensa. O Estádio deve ser entregue até o início de janeiro para já ser utilizado no Campeonato Maranhense 2020.

O secretário da Sendel, Rommeo Amim, falou das melhorias que estão sendo feitas nas cabinas de rádio e TV do Nhozinho Santos, que darão mais conforto aos profissionais de imprensa. “Vamos entregar as cabines modernizadas e com ar condicionado para facilitar o trabalho dos profissionais de imprensa e dar mais conforto”, explicou.

Quando questionado sobre a possibilidade de criação de mais cabines para imprensa esportiva de outros estados, Rommel Amim disse que a estrutura física do está não permite. “Para isso, teríamos que ampliar a marquise do setor coberto e isso, estava fora do projeto de reforma assim como fechar os cantos do está e poder ampliar capacidade de torcedores”, contou.

O gramado novo substituiu o conjunto de gramados que deformava o piso depois de cada jogo. A iluminação, que era bastante criticada, segundo a secretário, já foi substituída por uma de LED, que deixará o local muito mais iluminado que a anterior.

Também foram reformados: banheiros, vestiários e bares também já foram reformados e agora o trabalho se concentra em fortalecer as bases do estádio para acabar com os riscos alertados em vistorias feitas pelo Corpo de Bombeiros e Ministério Público. Rachaduras e problemas infiltração foram resolvidos.

Por fim, mas não menos importante, placas de vidro laminado foram fixadas no lugar do antigo alambrado de arame, o que dá um visual moderno ao estádio central da cidade. As placas já foram até testadas e trincam, mas não estilhaçam evitando causar algum tipo de ferimento ao torcedor.

“A reforma foi ampla e completa na parte estrutural do estádio tendo como prioridades a segurança e o conforto. É um estádio aconchegante onde o torcedor fica perto do campo. E sua reforma como torcedor é a realização de um sonho”, disse Rommeo Ami.

Quanto a terceirização da administração do estádio por um dos clubes da cidade foi rechaçada pelo gestor. “Nenhum clube se manifestou oficialmente e quem vai administrar o Estádio é a prefeitura.

O presidente da Aclem, Tércio Dominici, disse que ficou satisfeito com o que viu. “A nossa grande preocupação é com os colegas da cronica esportiva e com a reformar terão mais comodidade e conforto para trabalharem”, completou.

O Nhozinho Santos está fechado há mais de três anos e poderia ser utilizado pelos três times de São Luís, Maranhão, Moto Club e Sampaio para jogos de pouco potencial de público.

História

O Estádio Municipal Nhozinho Santos localizado no bairro de Vila Passos, em São Luís, Maranhão foi fundado em 1º de outubro de 1950 (69 anos), com capacidade máxima de 11.429 pessoas. O estádio é de propriedade da Prefeitura Municipal de São Luís. Seu nome é em homenagem a Joaquim Moreira Alves dos Santos, mas conhecido como Nhozinho Santos, quem introduziu a prática do futebol no Maranhão.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte