Cidades | Serviço

Cartão de passagem já pode ser recarregado por usuário com app

Serviço, anunciado pelo SET, pode ser feito pelo celular e não tem taxa extra, proporcionando comodidade, autonomia, segurança e economia de tempo
Ismael Araújo / O Estado23/10/2019

Os usuários do transporte público de São Luís já podem fazer a recarga de crédito do seu cartão transporte ou de meia-passagem pelo celular, utilizando o aplicativo RecargaPay. O serviço foi anunciado ontem, pela direção do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de São Luís (SET), que afirmou não haver nenhum tipo de taxa extra para o uso.

A primeira recarga tem um bônus de R$ 10,00 e o sistema já foi adotado na Grande São Paulo, Ribeirão Preto, Diadema, São José dos Campos, em Recife, capital pernambucana, Pelotas, no Rio Grande do Sul e Curitiba, no Paraná.
“Este aplicativo proporciona ao usuário mais comodidade, autonomia, segurança e economia de tempo”, declarou o presidente do SET, Gilson Neto. Ele também garantiu que os postos de vendas de créditos de passagem, espalhados pela Ilha, não serão desativados. No momento, há 15 pontos de vendas e a maioria funciona também no fim de semana, como os localizados nos shoppings da Ilha e Pátio Norte.

Gilson Neto informou que esse tipo de serviço somente vai facilitar a vida do usuário, por poder fazer a recarga do seu cartão de transporte ou de meia-passagem sem precisar sair de sua residência, e quando desejar. “O serviço já está disposto para a população e, no momento, apenas para o transporte urbano”, garantiu o presidente do SET.

Ele também enfatizou que a utilização do cartão ou bilhete eletrônico traz apenas benefícios e a meta do SET, no decorrer dos próximos anos, é elevar para quase 100% esse método de pagamento, retirando cada vez mais a circulação de dinheiro nos coletivos da Ilha. O pagamento, por meio de cartão, evita o problema da falta de troco nos ônibus e reduz a ocorrência de assaltos.

RecargaPay
O vice-presidente de Novos Negócios da RecargaPay, Daniel Matias, informou que a empresa é líder em pagamento por celular, no país e, no ano de 2018, alcançou mais de 10 milhões de downloads. Em relação ao serviço de transações para cartões de passagem de coletivo, já disponibilizou em várias cidades paulistas, inclusive na capital, e nos estados do Paraná, Pernambuco e Rio Grande do Sul.

Ainda de acordo com Daniel Matias, na capital maranhense, para usufruir desse serviço basta os usuários fazerem o download do aplicativo, gratuitamente, - disponível para Android e IOS - e realizar o cadastro. Em seguida, selecionar a opção “Cartão de Transporte”, adicionar um cartão e inserir o número do dele. Para obter o desconto, o usuário deve escolher a opção “Cartão de Crédito” e inserir o código BU em adicionar Cupom Desconto, no ato do pagamento. Logo após, aguardar o período de 24 horas para que os créditos sejam liberados no cartão de transporte.

Em relação às pessoas que não possuem cartão de crédito, segundo Daniel Matias, o usuário pode fazer uma transferência bancária, depósito ou pagar um boleto para adicionar crédito no cartão de transporte. Ele também frisou que os vendedores autônomos podem baixar o aplicativo e, logo após, venderem a recarga aos usuários do transporte público. Em cada venda, eles chegam a ganhar 2%.

A autônoma Dorilene Moraes, de 48 anos, disse que vai aderir a esse tipo de serviço por ser uma forma de aumentar a sua renda. “Estou aumentando a minha renda e oferecendo um serviço novo e moderno ao meu cliente”, afirmou a vendedora.

Outras melhorias
O transporte público já foi contemplado com outras melhorias nos últimos anos, como a adoção do sistema de fiscalização por biometria facial, que evita a fraude no sistema; a bilhetagem eletrônica; recarrega do cartão-transporte; o cartão-criança e a instalação de GPS em 100% dos ônibus da capital.

Em março de 2017, foi lançado o aplicativo gratuito “Meu Ônibus”, que indica ao passageiro o horário em que o coletivo passará na parada. O usuário ainda pode pesquisar as linhas urbanas mais indicadas para chegar ao seu destino e a parada mais próxima de onde ele está. No mapa, aparecem a linha aguardada, as paradas e os trajetos. Os dados são transmitidos por meio de GPS, equipamentos instalados nos ônibus da capital.

A população também já usufruiu do programa Bilhete Único, que possibilita ao passageiro embarcar em linhas urbanas integradas nos pontos de ônibus fora dos terminais de integração. Pelo sistema, o usuário pode fazer quantas viagens quiser, no intervalo de 1h30, pagando apenas uma passagem, desde que permaneça no mesmo sentido da via.

O monitoramento do itinerário é feito por meio do sistema de GPS, que já foi instalado nos coletivos. O pagamento da passagem é feito com os atuais cartões de vale-transporte, de meia-passagem ou de gratuidade.

NÚMEROS

905 ônibus cadastrados na Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte

830 coletivos operantes na capital maranhense

SAIBA MAIS

A RecargaPay, como é conhecido atualmente, nasceu com o lançamento da FnBox, em 1º de novembro de 2010. Fnbox é uma holding que gerenciou vários sites como Sonico.com (vendido para Match.com em 2014), Tarjetastelefonicas.com, Cuponica.com (vendido para Clickon em 2015) e Recarga.com (agora RecargaPay).

Como utilizar o aplicativo RecargaPay

Usuário fazer o download do aplicativo de forma gratuitamente
Esse serviço disponível para o celular Android ou IOS
Realizar o cadastro
Selecionar a opção “Cartão Transporte”
Adicionar um cartão
Inserir o número do cartão

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte