Cidades | PESAGEM DE CARGA

Dnit retoma pesagem de veículos de carga em rodovias do Maranhão

Objetivo é garantir a vida útil das rodovias e evitar a ocorrência de acidentes; operação começou pela BR-135, mas a 230 e a 316 receberão em até 60 dias os equipamentos de pesagem
Igor Linhares26/06/2019
Dnit retoma pesagem de veículos de carga em rodovias do MaranhãoVeículo de carga passa sobre a balança instalada pelo Dnit na BR-135 (Biné Morais / O ESTADO)

SÃO LUÍS – O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – Superintendência Regional no Estado do Maranhão (Dnit/Ma) iniciou ontem (25), por meio de sua Unidade Móvel Operacional (UMO), com a instalação de uma balança estática, a pesagem de veículos de carga no km 14 (Pedrinhas), da BR-135, no sentido saída de São Luís. Até o próximo dia 28, a estratégia transcorrerá em caráter educativo. O objetivo da retomada no perímetro é coibir o tráfego de veículos com carga superior ao limite estabelecido legalmente.

De acordo com o superintendente do Dnit/Ma, o objetivo da retomada da pesagem dos veículos de carga é evitar o desgaste prematuro do piso da rodovia, que acaba tendo a vida útil diminuída de 10 anos para dois anos. “O grande inimigo das estradas do país sempre foram os veículos com excesso de cargas e as águas das chuvas. É visível que a rota desses tipos de veículos sofrem grande deterioração, como as ondulações, as quais acabam causando prejuízos e até acidentes pelas rodovias, além do surgimento de buracos que é uma das principais queixas do condutor”, apontou Gerardo Fernandes.

“Com a retomada do sistema de pesagem, tanto por meio da balança estática quanto pela dinâmica, que tão logo iniciará, em até 60 dias, a operação nas BR’s 135, 230 e 316, será possível assegurar não só maior vida útil às estradas no Maranhão, mas, também, assegurar que o Governo Federal gaste bem menos, frente ao que vem gastando para a manutenção das rodovias. Assim, haverá menos deterioração nas estradas maranhenses e menos prejuízos financeiros ao governo”, completou o superintendente do Dnit/Ma

A operação foi iniciada ontem, e até próxima sexta-feira (28) transcorrerá em caráter educativo, para alertar os condutores de carga que costumam trafegar pelas rodoviais do Maranhão com excessos. Após esse período, entrarão em vigor as autuações para quem trafegar com cargas além do limite permitido. A retomada da pesagem é resultado de um processo licitatório, que assevera a uma empresa privada a responsabilidade pela execução do serviço. “As rodovias federais têm durado bem menos do que deveriam. Por isso, se faz necessário essa retomada, visando, sobretudo, a economia e a segurança do condutor”, frisou o engenheiro da empresa responsável, Ely Salomão.

“Com a balança estática, que é a que utilizamos nessa fase educativa, se pesa o veículo parado, eixo a eixo, o que dá um resultado preciso, mas custa algum tempo para a efetivação do serviço. Já com a balança dinâmica, que logo será utilizada aqui [na BR 135] e em outras rodovias, o veículo será pesado em movimento, mas para isso será necessário que ele trafegue em uma velocidade reduzida, de 6 km a 8 km”, explicou o engenheiro responsável.

Prejuízos na estrada

Além dos riscos com relação às vidas, com os atrasos e todo tipo de problemas ocasionados pelo abuso na capacidade máxima de peso dos caminhões, estima-se que o prejuízo causado por esse excesso corresponde a 2% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional.

Essas projeções são do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) que afirma também que o excesso médio de 10% de peso por eixo do caminhão reduz em 40% a vida útil projetada para a estrada. Por conta disso, mais de 110 postos de pesagens estão instalados no país, fiscalizando e multando os infratores. A pesagem de caminhões nas estradas é uma realidade e ultrapassar os limites estabelecidos em lei ainda é uma prática corriqueira no Brasil.

SAIBA MAIS

Motivos para a pesagem de caminhões nas estradas

Existem alguns motivos que levam o Governo a adotar práticas de fiscalização com relação ao limite máximo de peso dos caminhões.

O cálculo do peso de um caminhão, é feito através da medição do peso sobre o eixo do veículo e não sobre a carga total.

Existe uma legislação específica que apresenta o limite de peso por eixo que, se ultrapassado, leva às multas e retenção da carga até a chegada de um novo veículo para a divisão da mesma e continuidade da viagem.

O DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes apresenta os seguintes motivos para a aplicação das multas na pesagem de caminhões nas estradas:

– Danos causados nas rodovias e estradas;

– Velocidade reduzida em subidas e transtornos para os demais usuários da via;

– Dificuldade de frenagem em função do peso, podendo causar acidentes;

– Dificuldade de manobras, parando o trânsito e causando acidentes;

– Poluição atmosférica em função do mau uso do motor;

– Danos ao caminhão que podem causar problemas ao condutor e a terceiros.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte